Cidadeverde.com

Idepi confirma que nível das águas baixou em 8 cm na barragem do Bezerro

  • barragem12.jpeg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_b12.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_b11.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_b10.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_b9.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_b8.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_b6.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_b5.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_bezerro.jpeg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_b3.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_b2.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • barragem_b1.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com

O diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Geraldo Magela, informou agora há pouco que houve um rebaixamento de 8 cm na barragem do Bezerro e isso anima os técnicos. Ele ressaltou que o momento ainda é de alerta máximo. 

Assista a entrevista:

Atualizada às 12h30

O prefeito de José de Freitas, Roger Linhares (PP), garantiu nesta segunda-feira (9) que há mais de um ano fez alerta sobre o risco de rompimento da barragem do Bezerro. 

Para ratificar o que diz, o prefeito encaminhou ao Cidadeverde.com a cópia do ofício enviada ao governo do Estado datada em 16 de março de 2017. No documento, Roger Linhares pede que seja feita o enrocamento (reforço de blocos de pedras) na represa, devido o início do período chuvoso.

"Já enviamos dois ofícios e o governo se manteve inerte. A barragem é responsabilidade do governo do Estado", disse o prefeito.

O gestor informou que 45 famílias já foram retiradas do entorno do açude de cerca de oito comunidades. 

"Alguns já saíram, outros estão resistindo, principalmente os idosos, mas quando tem crianças as famílias estão sendo obrigadas a saírem", disse o prefeito.

O Exército e o Corpo de Bombeiros fazem a negociação da retirada com as famílias. 

A Defesa Civil e o Exército garantem que a barragem não rompeu, mas está em estado de alerta máximo.

Providências

Entre as ações adotadas está o de baixar o nível da água dentro da barragem. "Hoje o vazamento está estável e a providência é baixar o nível da água em até 2 m até o final do dia". 

As famílias retiradas do local estão sendo abrigadas nas escolas Agripino Portela, no bairro Santa Rosa, e Caic, na Cidade Nova. 

A vice-governadora Margarete Coelho está na área atingida e visita famílias na manhã de hoje. Ela esteve reunida com as instituições para saber das providências adotadas. 


Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com