Cidadeverde.com

E-commerce alimentar registra crescimento em meio à pandemia

O GPA, líder no Brasil neste segmento, alcançou um crescimento de 32% em vendas no segundo trimestre do ano


Agosto, 2021 - A pandemia do novo coronavírus acentuou novos hábitos de consumo da população. E uma das principais mudanças foi o aumento na utilização de processos digitais para a realização de compras nos supermercados impulsionado pelas medidas de isolamento social e aumento no consumo de itens essenciais como alimentos, higiene e limpeza. 

Dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) estimam que, em 2020, 20,2 milhões de consumidores realizaram uma compra on-line pela primeira vez e 150 mil lojas começaram a vender por meio das plataformas digitais. Foram mais de 301 milhões de negociações feitas pela internet, com um valor médio de R$ 419. Esse movimento de expansão teve continuidade em 2021 e apenas no segundo trimestre deste ano, o GPA, grupo controlador das redes Extra e Pão de Açúcar e líder no e-commerce alimentar no Brasil, alcançou um crescimento de 32% em vendas, comparado ao mesmo período do ano anterior, e a operação online já representa 8,2% da venda total de alimentos, evidenciando a consolidação do negócio.

Com o consumidor cada vez mais multicanal e buscando serviços que agilizem e facilitem a rotina das compras de supermercados, as modalidades de entrega do e-commerce alimentar passam a ser um grande diferencial na decisão de qual marca escolher. Agora, o cliente do Extra ou do Pão de Açúcar que optar pelo Clique e Retire, por exemplo, pode retirar sua compra já separada em uma das mais de 280 lojas das redes uma hora após a realização do pedido. Já a modalidade Express, que, com o apoio da infraestrutura de 170 lojas de ambas as marcas, permite o recebimento dos produtos no mesmo dia, passa a garantir a entrega em até duas horas após a confirmação do pagamento.

No Grupo, no segundo trimestre deste ano, as modalidades de entrega rápidas, incluindo a operação dos last milers, representaram 74% do total das vendas online. No caso do Clique e Retire, uma parcela entre 40% e 50% dos clientes que optam por essa modalidade fazem compras adicionais durante o processo de retirada do pedido na loja, com incremento de 22% no ticket médio. Para ambas as modalidades, além da diminuição do tempo previsto para entrega e retirada, a operação também foi ampliada para os domingos.


MARKETPLACE

Com relação ao marketplace, lançado em novembro do ano passado, o GPA segue a estratégia comercial de buscar parceiros para multiplicar sortimento e alavancar os principais ativos já existentes com foco nas verticais complementares ao core business alimentar, como Vinhos, Destilados, Cervejas Artesanais, Home Care, Baby Care, Beleza e Pet Care. No segundo trimestre, o número de sellers parceiros foi triplicado em relação ao primeiro trimestre de 2021, com o dobro de ofertas disponíveis na plataforma. 


"A pandemia potencializou ainda mais o crescimento do e-commerce no Brasil e os segmento de alimentos e bebidas ainda tem um grande potencial de expansão. A evolução do e-commerce alimentar do GPA está apoiada, principalmente, no profundo conhecimento que temos do comportamento de compra dos nossos clientes que iniciou muito antes deste cenário de pandemia. Hoje estamos cada vez mais perto do consumidor, ampliando nosso raio de entrega, melhorando nosso nível de serviço com índices superiores a 95% e diminuindo o tempo de espera, com a rápida evolução das nossas parcerias com last milers", destaca Rodrigo Pimentel, Diretor de E-commerce do GPA.