Cidadeverde.com
Cidades

Uespi estuda abandonar Sisu e voltar com vestibular próprio, diz pró-reitor

Imprimir

Foto: Nataniel Lima / Cidadeverde.com

A Universidade Estadual do Piauí (Uespi) estuda o retorno do vestibular próprio como forma de ingresso na instituição. O tema já é discutido na Uespi e isso implicaria no abandono do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) como única forma de seleção de novos alunos. A informação foi confirmada ao Cidadeverde.com pelo pró-reitor de Ensino e Graduação da instituição, professor Paulo Henrique. 

“Essa é uma discussão que já está avançando nos nossos conselhos. Os conselhos sentem que é um desejo da comunidade acadêmica da Uespi voltar a ter aquele vestibular tradicional e valorizar inclusive a nossa cultura, história, geografia e nossa literatura”, destacou o pró-reitor. 

Entre os motivos para essa decisão está o elevado número de evasão que tem sido registrado na Uespi. Isso acontece, segundo o pró-reitor, devido a muitos alunos que são aprovados na Uespi, fazem matrícula mas acabam sendo convocados em outras instituições em chamadas subsequentes. 

Com o retorno do vestibular próprio, essa realidade poderia ser minimizada. No entanto, apesar do desejo, o pró-reitor destacou que isso ainda vai ser discutido entre os conselhos durante o ano de 2023 e não há prazo para uma tomada de decisão sobre o tema.

Suspensão de período

A Uespi se viu no centro de uma polêmica após aprovar há algumas semanas uma resolução que cancelou o período de 2023.1. O objetivo era normalizar o calendário acadêmico que atualmente conta com um hiato de 8 meses. 

Após reuniões com representantes de pais e alunos, conselhos e com o Ministério Público do Piauí, a instituição revogou a resolução e manteve o período. Com isso, a previsão é que o calendário da Uespi seja normalizado apenas em 2026


Nataniel Lima
[email protected] 

Imprimir