Cidadeverde.com

Saúde prepara plano de prevenção e enfrentamento ao coronavírus em Oeiras

O município de Oeiras está se organizando para encarar a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Com o avanço da doença no Brasil, a Prefeitura de Oeiras, através da Secretaria Municipal de Saúde, está elaborando um plano de prevenção e enfrentamento local. Na próxima sexta-feira, 20, as ações serão repassadas a diretores de escolas da rede pública (municipal e estadual) e privada, hotéis, igrejas, bancos, casas lotéricas, Correios e outros segmentos da sociedade. O propósito é orientar a população sobre a importância da adoção de medidas preventivas para manutenção da saúde pública.

A secretária municipal de Saúde, Auridene Freitas, frisa que as estratégias são focadas na prevenção da doença e envolvem o trabalho de profissionais da Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica e SAMU de Oeiras. “É um plano de contingência e enfrentamento a este agravo, envolvendo diversos segmentos da sociedade. Os profissionais da Estratégia de Saúde da Família estão envolvidos no processo, com medidas simples e ações educativas dentro dos dispositivos de saúde do município, onde se aglomeram pessoas no momento da espera pelo atendimento. Estamos orientando os profissionais para que repassem informações para a população que esteja na unidade e também fazendo toda uma orientação em relação a cuidados simples e medidas de enfrentamento o coronavírus”, explica a secretária.

“Estamos com uma parceria com o Hospital Regional Deolindo Couto no que diz respeito ao preparo da equipe do hospital, por ser a UPA uma das portas de entrada em relação a toda sintomatologia, e fomos informados pela direção da UPA/HRDC que a equipe está qualificada e que existe uma comissão para que, a partir do momento que chegue alguém com alguma sintomatologia a equipe já possa direcionar e avaliar o quadro. Até porque é um estabelecimento que recebe pessoas não só de Oeiras, não só do Vale do Canindé, mas também pessoas de outras regiões”, acrescenta Auridene Freitas.

O enfermeiro Miguel Ribeiro, coordenador de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, explica que, inicialmente, o objetivo do plano é orientar os diversos segmentos sociais para que seja dada uma resposta efetiva e oportuna na contingência da doença no município de Oeiras. “Na oportunidade, vamos estar apresentando o que é essa pandemia, como ela se manifesta, como ela se caracteriza, quais são os sinais, quais são os sintomas, de que forma é dado o diagnóstico, aonde as pessoas devem recorrer caso aparecem sinais e sintomas. Vamos apresentar o perfil epidemiológico do Estado, bem como orientar e sugerir medidas preventivas gerais para toda a população, com sugestão de medidas voltadas para cada setor. Acreditamos que esses representantes de igrejas, escolas vão funcionar como agentes multiplicadores dentro das instituições, seguindo as orientações e protocolos instituídos pelo Ministério da Saúde”, argumenta.

“Estamos elaborando estratégias no sentido do enfrentamento de possíveis casos. Trabalhamos com medidas preventivas, observando o plano de contingência estadual, que é baseado no plano de contingência nacional. Nesse sentido, estamos procurando mobilizar todos os segmentos da sociedade, entendendo que não é uma responsabilidade apenas da Secretaria Municipal de Saúde, mas uma responsabilidade que deve ser compartilhada com toda a sociedade. Não podemos trazer alarmes no sentido de causar um pânico na população. Não seremos irresponsáveis a tal ponto. Seremos cautelosos e não podemos negar que o coronavírus é uma realidade não apenas dos municípios grandes, mas que já se interiorizou e está, inclusive, nas pequenas cidades. Então, estamos nos preparando para esta situação, que é uma situação nova e, para isso, precisamos contar com a colaboração de toda a população”, conclui Miguel Ribeiro.

Da Redação
[email protected]