Cidadeverde.com

Mulher e amante são presos suspeitos de planejar morte de marido

  • 20151008061554.jpg Fotos enviadas pela Polícia Militar
  • 20151008061553.jpg Fotos enviadas pela Polícia Militar
  • 20151008061553_(5).jpg Fotos enviadas pela Polícia Militar
  • 20151008061553_(4).jpg Fotos enviadas pela Polícia Militar
  • 20151008061553_(3).jpg Fotos enviadas pela Polícia Militar
  • 20151008061553_(2).jpg Fotos enviadas pela Polícia Militar
  • 20151008061553_(1).jpg Fotos enviadas pela Polícia Militar
  • 20151008061552.jpg Fotos enviadas pela Polícia Militar
  • 20151008061551.jpg Fotos enviadas pela Polícia Militar
  • 20151008061551_(1).jpg Fotos enviadas pela Polícia Militar

A Polícia de Paulistana prendeu três pessoas por envolvimento no assassinato do agricultor Manoel Bernardino Pereira de 49 anos na localidade "Lagoa dos Bois", a 16 km do centro de Acauã, município a 463 km de Teresina. A operação durou cerca de 12h e ocorreu logo após o crime, que chocou a comunidade por ter sido cometido a mando do amante da esposa do agricultor. Foram presos, Maria Madalena de Lima Rodrigues, de 44 anos, esposa de Manoel, Aderson Vicente de Sousa, de 64 anos, amante de Madalena e mandante confesso do crime, e Erivan Genivaldo Bomfim, de 30 anos, executor dos dois disparos que mataram o agricultor próximo a residência de sua esposa.

"Os três prepararam uma emboscada arquitetada por ela a mando do amante e executada pelo Erivan. Manoel retornava de um culto religioso com a esposa, por volta das 22h, quando foi abordado por Aderson e Erivan, que estavam próximos a uma cancela que ele teria que parar para abrir. Quando parou, a mulher, que sabia do plano, desceu da moto para abrir a cancela e Erivan deu dois disparos de rifle calibre 44 na vítima acertando no peito e nacintura, matando ele na hora", descreveu o capitão Felipe, comandante da 5ª CIPM de Paulistana.

A Polícia Militar empreendeu diligências com uma equipe da Força Tática de Serviço. A esposa da vítima e Aderson, que confessou o crime, e apontou como executor ERIVAN, entraram em contradição em suas versões, foi então que foi localizada uma espingarda cartucheira na casa de Madalena. Nas diligências foram apreendidas duas armas, a utilizada no crime, um rifle calibre 44, uma motocicleta utilizada na ação e seis cartuchos de rifle 44 intactos.

"Um crime como esse causa uma sensação de repugnância e indignação muito grande na sociedade, nada como uma ação rápida, limpa e eficaz da Polícia Militar para tentar amenizar esse prejuízo", completou o capitão.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com