Cidadeverde.com

Após ação da OAB, juíza de Paulistana se afasta para tratamento

A juíza Elane Santana Bispo, da Comarca de Paulistana (460 km de Teresina), esteve no prédio sede do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí na manhã desta sexta-feira, 20.11, acompanhada do vice-presidente da Associação dos Magistrados do Piauí – AMAPI juiz Fabrício Paulo Cysne de Novaes, da Comarca de São Raimundo Nonato, com intuito de protocolar oficialmente seu pedido de afastamento para tratamento de saúde.

A magistrada e o representante da AMAPI também estiveram reunidos com os juízes Paulo Roberto de Araújo Barros e José Airton Medeiros, respectivamente juízes auxiliares da Presidência e da Corregedoria Geral de Justiça do TJPI, representando o Presidente e o Corregedor, ausentes representando o Judiciário Piauiense em viagens oficiais. Durante o encontro a magistrada reiterou seu compromisso em prestar os esclarecimentos necessários sobre suas atividades judicantes na Comarca de Paulistana, postas em dúvida em recente pedido de afastamento impetrado pela OAB-PI, conforme nota publicada nos principais meios de comunicação do Estado e reproduzida abaixo:

Em relação à matéria “OAB-PI solicita afastamento da juíza de Paulistana ao CNJ”, publicada na última quarta-feira (18), no site da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, e divulgada na imprensa, apresentamos os seguintes esclarecimentos:

Desde 2010 tenho enfrentado forte tratamento contra um câncer de mama.  No meu caso, já com o câncer em estado de metástase, tenho feito tratamentos clínicos conservadores, com medicamentos quimioterápicos e fortes efeitos colaterais.

Diante de grave situação de saúde, não é correto falar que esta magistrada não tenha compromisso com o seu trabalho. Ao contrário. Mesmo acometida por um câncer, continuei executando minhas tarefas dentro das possibilidades, pois sabemos os problemas enfrentados pelo Tribunal de Justiça do Piauí no que se refere à falta de magistrados e, por consequência, ao acúmulo de processos.

E é com este pensamento que entendo a preocupação da OAB-PI. Esta mesma preocupação tive quando não abandonei meu posto de trabalho diante da complexidade de processos que tramitam na Comarca de Paulistana.

De toda forma, está agendada para esta sexta-feira (20), no Tribunal de Justiça do Piauí, reunião entre esta magistrada, a Presidência e a Corregedoria. Na oportunidade, esclarecerei formalmente a situação, me colocando à disposição da Corte para o que for necessário.

Atenciosamente,
Elane Santana Bispo
Juíza de Paulistana

Da Redação
redacao@cidadeverde.com