Cidadeverde.com

Prefeitura de Piracuruca decreta lockdown parcial a partir das 13h desta quarta

Foto: Google Maps

Depois de perder mais um habitante para Covid, o prefeito de Piracuruca (a 196 km de Teresina) Francisco de Assis Melo, o Assis Mãozinha (PSD), resolveu endurecer ainda mais as medidas restritivas em vigor desde a última segunda-feira(08). A partir das 13h desta quarta(10) apenas serviços essenciais funcionam no lockdown parcial. O toque de recolher acontece às 21h. 

De acordo com o prefeito, são 298 casos ativos e muitos aguardando vagas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) em outras cidades. 

“Perdemos uma pessoa ontem que estava aguardando uma vaga em UTI em Piripiri, Parnaíba ou Teresina porque aqui não temos, e nessas cidades também não. Temos outros pacientes em estado crítico. Estamos assustados, chegamos ao limite dos limites e não conseguimos mais comprar oxigênio, não por falta de recursos, mas porque não tem onde comprar”, destaca Assis Mãozinha.  

Veja decreto

No lockdown parcial, apenas farmácias, borracharias, postos de combustíveis, comércios de gêneros alimentícios funcionam. “O comércio em geral que estava aberto até as 17h, só podem funcionar até as 13h. Bares e restaurantes depois deste horário só em sistema delivery, até as 21h. As feiras também estão proibidas. Até a grande feira livre que acontece às segundas, infelizmente não vai poder acontecer”, ressalta o gestor. 

O prefeito lamenta ter que tomar essas medidas e diz ter consciência do prejuízo financeiro que causa aos empresários e à própria Prefeitura, mas não pode deixar de agir. 

“Estou em estado de desespero. Falta insumos. Eu sei que são medidas duras, mas seria irresponsável se não adotasse. É ruim para os comerciantes, a Prefeitura também deixa de arrecadar, mas estamos perdendo vidas”. 

Ele afirma ainda que já recorreu à Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) na solicitação de cilindros de oxigênio para o município que possui 20 leitos clínicos e de estabilização para Covid e estão quase todos lotados.   

Piracuruca tem 30 mil habitantes e já contabiliza 29 mortes. 

O decreto vale até a próxima segunda-feira(15), quando acontece uma nova avaliação para saber se será ou não prorrogado.


Caroline Oliveira
[email protected]