Cidadeverde.com

Secretário tem casa invadida após live sobre eleições e pede medida protetiva

Foto: reprodução Instagram

Print da transmissão da live na noite desta quarta-feira (05)

O secretário executivo de Finanças da Prefeitura de Teresina, Eduardo Lima, denuncia que teve a casa invadida e foi vítima de ofensas e xingamentos após uma live sobre eleições. O caso ocorreu nesta quarta-feira (05), na cidade de Piracuruca, no norte do Piauí. Ele aponta como autor das agressões verbais e ameaças de morte um primo que é empresário na cidade e adversário político.

"Eu estava fazendo uma live sobre as eleições presidenciais, para agradecer os votos aos candidatos que apoiei no estado e fiz menção a ele para comentar um fato das eleições municipais de 2008. Logo depois ele me ligou chateado e pedi desculpas, disse que não deveria ter citado o nome dele e que de qualquer forma, isso não ia implicar na relação dele com a atual gestão da Prefeitura de Piracuruca, por ser algo tão banal e antigo. Ficou tudo bem, mas por volta das 23h ele foi à minha casa e causou um tumulto", conta Eduardo Lima. 

Segundo ele, o caso foi testemunhado por dez pessoas. "Tudo testemunhado. Ele invadiu a casa armado, disse que ia me matar, que eu era um moleque e tinha destruído a vida dele e que poderia chamar a polícia, que eu era homem para falar em live, mas não era homem para enfrentá-lo armado. Eu fiquei o tempo todo dentro de casa ouvindo o escândalo e as ameaças que só cessaram quando o pai dele foi buscá-lo", relata o secretário executivo.

Eduardo Lima registrou boletim de ocorrência por violação de domicílio, ameaça de morte e o possível porte ilegal de arma. Ele conta que foi procurado por um advogado do empresário para um acordo.

"Fui intimidado por questões políticas e não quero acordo. Ele ainda me mandou mensagens me chamando de covarde e depois apagou. Depois enviou um advogado para fazer acordo, mas eu já tinha registrado BO e não há acordo diante de uma situação dessa. Zero de acordo. Sou político e não posso abrir precedentes da minha liberdade. Não posso ficar suscetível a isso. Já pensou todo adversário político, no dia que se zangar comigo querer ir na minha casa me matar? Vamos levar para as barras dos tribunais", afirma Eduardo Lima. 

Além de ser atual secretário executivo de Finanças da Prefeitura de Teresina, Eduardo Lima é  ex-vereador de Piracuruca e segundo colocado nas últimas eleições municipais na cidade. 

O Cidadeverde.com entrou em contato com o advogado do empresário apontado como autor dos crimes e aguarda retorno. 

Graciane Araújo
[email protected]