Cidadeverde.com

Piracuruca amplia estratégias de combate ao Aedes aegypti

Dando continuidade às ações de enfrentamento às doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, a Secretaria de Saúde de Piracuruca reuniu profissionais, no auditório do Centro Médico do bairro Esplanada, para a ampliação da mobilização social e formatação de ações de vigilância epidemiológica – que acontecem durante todo o ano – relacionadas ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.
 
Em 2016, dados do Ministério da Saúde apontam Piracuruca como um dos 53 municípios do Piauí que foram analisados pelo Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa) e apresentam índices satisfatórios no combate ao vetor. O mapeamento feito pelo LIRAa auxilia no direcionamento e intensificação das ações, pois apresenta a dimensão e a distribuição por tipo de criadouro, em diferentes regiões do município.
 
“Definindo ações para o controle de endemias, políticas sistemáticas de monitoramento, entre outras, temos avançado no controle e combate ao Aedes aegpity. O combate ao mosquito talvez seja um dos maiores desafios da saúde pública atualmente, por isso, não podemos descansar no trabalho de vigilância e, acima de tudo, de conscientização da população na participação deste processo”, enfatiza a secretária de Saúde de Piracuruca, Conceição Veras. 
 
Adriana Fontenele, uma das coordenadoras da ação, acrescenta que reuniões sistemáticas têm sido realizadas como parte do plano de enfrentamento contra o Aedes aegpity em Piracuruca. “Nos encontros, juntamente com a coordenadora de Atenção Básica, Franciele Castro, buscamos discutir e orientar os profissionais sobre as ações em curso, acompanhar o andamento das visitas domiciliares e a importância da capacitação de agentes”, destaca.
 
Com inspeções em micro áreas e na promoção de educação em saúde, a exemplo de palestras realizadas em escolas do município, as ações da Secretaria de Saúde de Piracuruca têm mobilizado enfermeiros, agentes comunitários de saúde,   agentes de endemias e demais secretarias de Piracuruca no combate aos focos do Aedes.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com