Cidadeverde.com

Grupo com mais de 15 homens invade cidade e explode agências no interior do Piauí

  • piracuruca12.jpg
  • piracuruca11.jpg
  • piracuruca10.jpg
  • piracuruca9.jpg
  • piracuruca8.jpg
  • piracuruca7.jpg
  • piracuruca6.jpg
  • piracuruca4.jpg
  • piracuruca2.jpg
  • piracuruca1.jpg
  • piracuruca5.jpg

A Polícia Civil do Piauí tem indícios que o bando que explodiu duas agências bancárias em Piracuruca é o mesmo que atacou dois carros-fortes na BR-343 de forma simultânea no último dia 19 de fevereiro.

Policiais do Greco, Rone e militares da região buscam os criminosos. Segundo a Polícia, cerca de 15 homens participaram da ação que explodiu o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

"Eles chegaram em três veículos, cerca de 15 homens fortemente armados, atiraram para o alto numa tentativa de intimidação e chegaram a troca tiros com a Polícia", informou o delegado Emir Maia, do gerenciamento do interior.

Segundo o delegado, a ação durou cinco minutos. As explosões não foram simultâneas e a polícia crê que primeiro eles explodiram um banco e depois o outro que fica a cerca de dois quarteirões. Por questão de segurança, a Caixa não informou a quantidade de dinheiro levado. 

Os Núcleos de Inteligência do Maranhão e Ceará foram informados sobre possíveis fuga dos assaltantes.

"Há indícios que seja a mesma quadrilha que explodiu os dois carros-fortes na BR-343 participou desse assalto em Piracuruca", disse Emir Maia. 

Atualizada às 10h

A quadrilha que explodiu duas agências bancárias - Banco do Brasil e Caixa - em Piracuruca ( a 196 km de Teresina) tem relação com o bando do Cangaço, que atua com violência e forte armamento. 

Eles explodiram primeiro o Banco do Brasil da cidade e frustrado por não encontrarem dinheiro, somente cheques, resolveram invadir a agência da Caixa que fica a dois quarteirões do Banco do Brasil.

O delegado de Piracuruca, Hugo Alcântara, disse que a polícia está em busca dos assaltantes e as duas agências têm câmeras que filmaram a ação. 

Hugo Alcântara disse que não sabe informar se a quadrilha levou dinheiro da Caixa Econômica. 

Fotos: Piracurucaaovivo

Atualizada às 7h30

As agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal da cidade de Piracuruca, distante 196 km da Capital, foram destruídas por criminosos na madrugada desta terça-feira (03). Testemunhas contaram que pelo menos 15 bandidos fortemente armados participaram do crime. A modalidade é conhecida como Novo Cangaço.

"Eram cerca de 13 a 15 homens utilizando três veículos, inclusive uma camionete. Alguns foram vistos com pistola e outros arma longa", informou o coronel Raimundo Sousa, comandante de policiamento do litoral Meio Norte.

A ação criminosa ocorreu por volta das 2h20. O policiamento da região e dos estados do Ceará e Maranhão foram acionados e estão em diligência. A Polícia Federal também apura o caso.

"Por volta de 2h20 escutamos os tiros ao lado da Companhia e nos resguardamos pois não sabíamos de onde vinham os tiros. A população ligou avisando que estavam assaltando os dois bancos. Então, pedimos reforço", conta o sargento Vaz.

O vigilante conhecido como 'Manoel Mata' diz que foi abordado pelos suspeitos que teriam fugido em direção ao litoral do Estado. 

"Quando eles mandaram eu parar, corri. Eram três carros que saíram na direção da cidade de Parnaíba, no litoral. Eles 'meteram' dois tiros em mim. Não sei se foi para pegar ou se foi para cima, pois ia de costas", disse o vigilante conhecido como Manoel Mata. 

Ainda não há informações sobre a quantia de dinheiro roubada. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com
Com informações Notícia da Manhã e Piracuruca ao Vivo