Cidadeverde.com

Quatro consultórios odontológicos têm atividades suspensas após fiscalização do CRO

  • 6.jpg Fiscalização em São José do Divino
    CRO-PI
  • 5.jpg Fiscalização em São José do Divino
    CRO-PI
  • 41.jpg Fiscalização em São José do Divino
    CRO-PI
  • 3.jpg Fiscalização em São José do Divino
    CRO-PI
  • 2.jpg Fiscalização em São José do Divino
    CRO-PI
  • 1.jpg Fiscalização em São José do Divino
    CRO-PI
  • Untitled-1.jpg Fiscalização em Piracuruca
    CRO-PI
  • 77.jpg Fiscalização em Piracuruca
    CRO-PI
  • 66.jpg Fiscalização em Piracuruca
    CRO-PI
  • 55.jpg Fiscalização em Piracuruca
    CRO-PI
  • 44.jpg Fiscalização em Piracuruca
    CRO-PI
  • 33.jpg Fiscalização em Piracuruca
    CRO-PI
  • 23.jpg Fiscalização em Piracuruca
    CRO-PI
  • 4.jpg Fiscalização em Piracuruca
    CRO-PI

Pelo menos quatro consultórios odontológicos em Unidades Básicas de Saúde dos municípios de Piracuruca e São José do Divino foram fechados pela fiscalização do Conselho Regional de Odontologia (CRO-PI) após identificarem várias irregularidades. Foram dois em Piracuruca e dois em São José. 

Em Piracuruca foram visitadas 13 unidades no Centro de Especialidade Odontológica da cidade. Segundo o CRO, durante as vistorias, foram encontrados problemas como: ferrugem, mofo, infiltração, ausência de suporte da caixa perfuro-cortante, ausência de porta sabonete líquido, paredes com rachaduras esterilização inadequada.

Todas as unidades de saúde visitadas foram notificadas e receberam um prazo de 30 dias para realizar as adequações solicitadas pelo Conselho. 

São José do Divino

Já no município de São José do Divino foram fiscalizadas três unidades e as irregularidades encontradas levaram ao fechamento de duas delas. Irregularidades como, esterilização incorreta, infiltração nas paredes, mofo, ferrugem, uso de estufa, equipamentos rasgados, portas e janelas inadequadas, ausência de suporte da caixa de perfuro-cortante e ausência do porta sabonete líquido, fez com que o município também fosse notificado a realizar as adequações solicitadas nos consultórios odontológicos em um prazo de 30 dias.

As unidades de saúde que tiveram suas atividades suspensas só voltarão a oferecer os serviços odontológicos após regularização da situação, comprovada por meio de uma nova visita do CRO.

 


Da Redação
redacao@cidadeverde.com