Cidadeverde.com

Rejane Dias anuncia lançamento do Festival da Uva de São João do Piauí

O lançamento do IV Festival da Uva vai acontecer no próximo dia 22, no Palácio de Karnak, em Teresina e no dia 25 em São João do Piauí. As datas foram acertadas durante reunião com a deputada Rejane Dias (PT), o secretário estadual de Turismo, deputado estadual Nerinho (PTB) e com os órgãos parceiros do evento que será realizado no período de 14 a 16 de novembro,  em São João do Piauí.


A deputada Rejane Dias, idealizadora do evento, disse que o Festival é um meio do Piauí e do Brasil conhecer o que é produzido na área irrigada em São João do Piauí que vai receber investimentos de R$ 50 milhões do governo federal. Com esses recursos a área irá passar de 7 para mil hectares, passando a aumentar o plantio de uva e  de outras frutas como mamão e goiaba. O secretário informou que a solenidade de  lançamento do IV Festival da Uva em Teresina, será pela manhã, mas o horário será definido pelo governador Wilson Martins. Em São João do Piauí ficou acertado que  será às 10h, no auditório da Secretaria Municipal de Educação, antigo Centro Cultural.

O Banco do Nordeste, além de ser um dos  patrocinadores, irá ministrar duas palestras sobre microcrédito urbano e rural para os agricultores da região. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba- Codevasf, além do apoio logístico, será responsável por levar técnico de Petrolina e Juazeiro em Pernambuco para ministrarem palestras. A companhia também vai viabilizar a ida de produtores para o evento. Outro parceiro do evento, o Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Piaui-Prodart disponibilizará o caminhão para o transporte das peças, dará apoio aos artesãos, ministrará oficina de cerâmica e fará a divulgação da arte santeira.

A Fundação Cultural do Estado levará oficinas de dança, música e teatro que serão realizadas antes do evento. A presidente Bid Lima disse que durante o festival será apresentada a mostra dessas oficinas e de outras que a prefeitura solicitar que sejam mais interessantes para os moradores de São João e de município próximos . Ela informou que o órgão é responsável pela instalação do palco, som, luz e pagamento dos artistas e professores que ministrarão as oficinas.

Participaram ainda da reunião Emater, Secretaria de Desenvolvimento Rural e Coordenadorias de Comunicação e da Juventude. A prefeitura de São João do Piauí foi representada pelas secretárias de Cultura, Joana Maria Oliveira, e de Agricultura, Adriana de Castro. Hoje, às 10 h, será realizada outra reunião na Setur com todos os órgãos parceiros para acertar os últimos detalhes do evento.


Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Vereador é preso com revólver em Pedro Laurentino

O vereador, identificado apenas como Régis, de Socorro do Piauí, foi preso na última terça-feira (27) após uma denúncia anônima de que ele estaria circulando com um revólver de calibre 38.

O vereador estava na cidade de Pedro Laurentino, a 496 km de Teresina, quando a Polícia Militar de São João do Piauí, durante uma abordagem, localizou a arma dentro do seu carro, modelo S10.

"Fizemos uma busca pessoal e não encontramos a arma, mas como tínhamos uma denúncia  tínhamos que fazer a busca veicular. Quando pedimos que ele abrisse o carro ele se recusou. Depois de algum tempo ele teve que abrir e  na verificação encontramos um revólver com seis munições e uma inclusive já deflagrada", contou o comandante da 2ª companhia da PM de São João do Piauí, tenente Edilson Sousa.

O vereador foi conduzido para a delegacia de São João do Piauí, onde foi autuado em flagrante pelo delegado Jorge Terceiros, por porte ilegal de arma de fogo, mas foi liberado horas depois após pagar fiança. Régis, agora responde ao processo em liberdade.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

TRE adia julgamento de ação contra prefeito

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) adiou o julgamento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) contra o atual prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos Modesto Alves (PT). A pedido do relator do processo, juiz Agrimar Rodrigues de Araujo, a audiência foi marcada para próxima a segunda-feira (30).


A Aije foi ajuizada pelo candidato derrotado nas últimas eleições à prefeitura do município, José Alexandre Costa Mendonça (PSB).

Gil Carlos Modesto será julgado pelas acusações de compra de votos e abuso do poder econômico.


Graciane Sousa (Especial para o Cidadeverde.com)
gracianesousa@cidadeverde.com

Garantida universalização da água para São João do Piauí

Na manhã desta quinta-feira (19), o deputado federal Assis Carvalho (PT-PI) se reuniu com o prefeito Gil Carlos (São João do Piauí) e com o diretor do Departamento de Gestão de Programas de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração, Walber Santana. No encontro, o parlamentar viabilizou recursos para universalizar o acesso a água no município.


Assis Carvalho e o prefeito destacaram a necessidade de agilizar sistemas simplificados de abastecimento do programa Água para Todos. Segundo o prefeito, 17 comunidades estão em situação crítica - todas com mais de vinte famílias.

O diretor destacou que é possível viabilizar o recurso - de R$ 3,9 milhões - por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Assis Carvalho entrou em contato com o presidente da companhia, Elmo Vaz, e teve a resposta positiva. "O presidente me informou que R$ 1,9 milhão já está disponível e que o restante do recurso será disponibilizado no orçamento de 2014".

Ainda na reunião, o deputado abordou o projeto da prefeitura de Piripiri, no valor de R$ 600 mil, para construção de Estação de Tratamento de Água. O diretor orientou que o recurso é repassado pelo Ministério para que o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) possa executar a obra. Walber Santana sugeriu, ainda, que o parlamentar agende, já para a próxima semana, reunião com a Secretaria de Infraestrutura Hídrica para debater o assunto.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Festival da Uva de São João do Piauí vai se tornar evento regional

O Festival da Uva deve se tornar um evento regionalizado e envolver os 11 municípios da região. A proposta é dos órgãos parceiros do evento e foi defendida na primeira reunião para discutir a quarta edição, com a presença da deputada Rejane Dias e do prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos, no Palácio de Karnak. O encontro foi convocado pela Secretaria Estadual de Turismo para solicitar dos mesmos que apresentem as planilhas com propostas de estrutura e orçamento para o IV Festival.

Foto: Rayldo Pereira/ Cidadeverde.com

A deputada Rejane Dias elogiou a proposta em regionalizar o Festival que já faz parte do calendário de eventos do Estado e envolve órgãos, empresas  e  instituições bancárias. Além disso, explicou a deputada, o Festival alavancou a economia de São João do Piauí, levando para o município instituições bancárias, como a Caixa Econômica Federal e o Banco do Nordeste que ajudam a fomentar a economia disponibilizando linhas de crédito para os agricultores e produtores da região.

O IV Festival será realizado na praça Honório Santos, a maior do Estado. O prefeito Gil Carlos informou que tem projetos para melhorar a estrutura do local e nessa quarta-feira, tem reunião no Ministério do Turismo para discutir o assunto. Gil Carlos informou que a prefeitura vai disponibilizar recursos para o Festival que incrementa a economia local, levando milhares de pessoas para o município.


O secretário de Turismo Icemar Neri solicitou aos parceiros que enviem as planilhas até o dia 30 de setembro para, na próxima reunião, dia 8 de outubro, seja definida a data do lançamento em Teresina e em São João do Piauí.

Participaram da reunião representantes da Fundação Cultural do Estado, Codefasf, Coordenadoria de Comunicação, Prodart, Detran, Corpo de Bombeiros, Polícias Militar e Civil, Sebrae, Emater e Secretaria de Desenvolvimento Rural. E ainda representantes da Caixa Econômica Federal, e Banco do Nordeste e do Assentamento Marrecas.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Prefeitura tem repasse retido e servidores ficam sem salário

Os servidores da prefeitura de São João do Piauí, ficaram sem o pagamento do salário referente ao mês de agosto, por conta de um sequestro dos encargos relativos ao INSS, feito pela Receita Federal. O desconto aconteceu no momento do recebimento do Fundo de Participação dos Municípios, FPM, deixando a prefeitura com apenas R$ 4 mil em sua conta.

Foto: Divulgação

Com o recebimento de outros recursos nesta terça-feira (10), foram pagos apenas os servidores efetivos, porém funcionários de cargos administrativos, assessores, secretários e até o prefeito e o vice-prefeito, ainda estão sem receber. Os servidores concursados da educação foram pagos com recursos do Fundeb, e os da Saúde com outros repasses destinados a categoria, mas servidores como vigias, entre outros também não receberam.

O prefeito, Gil Carlos, culpa o atraso a um erro de comunicação entre a Receita Federal e o Banco do Brasil, já que os encargos foram pagos no dia 27 de agosto. De acordo com a Secretária Municipal de Administração e Finanças Evangelina Barroso a quantia descontada é relativa aos encargos do INSS, referentes às Secretarias de Educação, no valor de R$ 45.851,00 (40%), e Saúde no valor de R$ 136.104,00, que já haviam sido pagos nos dias 27 e 30 de agosto de 2013, respectivamente.

“No dia 30 de agosto o próprio contador responsável pela demanda do município, de posse das guias pagas, foi à Receita Federal e apresentou estes documentos a fim de agilizar o reconhecimento destes pagamentos em consonância com o prazo estipulado pela própria Receita”, detalhou. “Porém, não houve comunicação em tempo hábil entre o Banco do Brasil e a Receita Federal, o que levou a este sequestro dos valores que já haviam sido pagos”, finalizou.

Receita não devolve valor descontado

Mesmo em posse dos comprovantes que provam que houve duplo pagamento pelos mesmos encargos, e que tal fato não foi de responsabilidade da Prefeitura, a Receita Federal lamentou o ocorrido e informou que não pode restituir o valor descontado. “Eles nos informaram que podem apenas compensar, no mês seguinte, o valor indevidamente recolhido”, informou o prefeito Gil Carlos, que esteve no referido órgão na manhã desta terça-feira(10).

Em entrevista ao Cidadeverde.com Gil Carlos, garantiu que até o dia 13 será concluído o pagamento total da folha. "Usaremos a suplementação de fundos que está sendo repassado, pelo Governo Federal a todas as prefeituras do Brasil para garantir o fechamento da folha de pagamentos", explicou o prefeito.

Quedas do FPM e Fundeb e dificuldades de pagamento

Segundo o gestor, desde maio de 2013 os recursos do Fundeb tem sido insuficientes para realizar o pagamento da Folha da Secretaria de Educação e os devidos encargos. 

“Desde que assumimos temos negociado as dívidas herdadas, como FGTS não repassados de anos anteriores, consignados, débitos com a Receita Federal, pagamento do salário de dezembro de 2012, além do aumento do salário dos professores e dos servidores do administrativo e da saúde em mais de 6%”, explicou Gil Carlos. 

O prefeito destacou ainda outros fatores como a queda da receita e dos repasses federais. “Para limpar o nome da Prefeitura, retirar do Cadin e outros órgãos, aumentamos nossas despesas e, simultaneamente, houve queda nos repasses, o que tem gerado estes impasses para a efetivação dos pagamentos”, finalizou o gestor. Os débitos encontrados incluem inclusive FGTS relativos aos anos 70 (individualizações).

A prefeitura agora estuda se entrará com alguma medida judicial para reparar o erro que prejudicou o pagamento. "Vou consultar o advogado se podemos tomar alguma medida, já que a Receita tem o direito de sequestrar, caso não haja repasse, foi um erro nas informações. Quebrou o nosso planejamento", enfatizou Gil Carlos.

Caso não haja recurso, o dinheiro descontado será compensado como pagamento dos encargos referentes á setembro.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Festival da Uva de São João do Piauí anuncia data da edição 2013

O Festival da Uva 2013, acontecerá de 14 a 16 de novembro, período acertado com os agricultores da região, onde será feita uma nova colheita.


A Secretaria de Turismo do Piauí (Setur) recebeu, nessa terça-feira (10), a visita da deputada estadual Rejane Dias (PT), para tratar da realização do 4º Festival da Uva, realizado na cidade de São João do Piauí (460km de Teresina).

A deputada foi recebida pelo chefe de gabinete da Setur, Francisco das Chagas, e pela coordenadora do Departamento de Marketing, Maria da Cruz, que apresentaram como é feita a organização do evento na parte institucional.

Na ocasião, foi marcada uma reunião para a próxima terça-feira (17), às 10h, na Setur, com a presença do secretário do Turismo, José Icemar Lavôr Neri, o Nerinho, o prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos, a deputada Rejane Dias e os órgãos parceiros do evento. Segundo o chefe de gabinente da Setur, já foi providenciado um ofício mobilizando os ógãos.

"Já fizemos um ofício mobilizando os órgãos parceiros do evento, para que eles venham para essa primeira reunião. Foram convidados a Fundac, SDR, Polícia Militar, Prodart, Emater, Embrapa, Codevasf, Sasc, CCom, Emgerpi e Sebrae, que já tem tradição de colaborar na parte de cursos, gastronomia e na feira. A Setur entende que esse evento é importante para o Sul do Piauí e para o turismo do entorno da Serra da Capivara", disse.

A deputada Rejane Dias enfatizou durante a reunião que o Festival da Uva agrega valores para o município, que divulga seu potencial e profissionaliza os agricultores. "O Festival da Uva deu toda a visibilidade para o potencial da fruticultura em São João do Piauí, esta é uma região muito promissora para investimentos, o Festival deixa de ser apenas uma atração Cultural", afirmou.

A deputada informou ainda que o governo federal está investindo R$50 milhões para ampliar a área da fruticultura irrigada em São João, ampliando a área irrigada de 7 hectares para mil hectares.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Prefeitura herda dívida de 5 milhões e tem energia cortada

A Prefeitura de São João do Piauí teve a energia do seu principal prédio cortada na manhã de ontem (10). No momento em que foi feito o corte, o prefeito Gil Carlos já estava reunido com a diretoria e assessoria jurídica da Eletrobras, em Teresina, para renegociar toda a dívida herdada de gestões passadas e que ultrapassam R$ 5 milhões, mas a tentativa de parcelamento foi inviabilizada. 


“Nós fizemos o possível, mas é inviável para a nossa gestão, mesmo parcelando, pois o valor da parcela ficaria acima da nossa capacidade financeira, em torno de 2,5% de nossa receita. O impacto seria enorme em nossas contas e não conseguiríamos honrar este parcelamento, mas estamos procurando a solução, já que não podemos ser punidos por um débito deixado nos últimos cinco anos”, destaca o prefeito.

O corte foi realizado no prédio sede, mas o levantamento feito pela Eletrobras, inclui prédios escolares, das zonas Urbana e Rural, secretarias, unidades de saúde, bombas de poços, entre outros, relativos ao período de cinco anos até hoje, que totalizam R$ 5,131 milhões. 

De acordo com informações da prefeitura, desde janeiro de 2013, não foi entregue nenhuma fatura da Eletrobras referente ao prédio cuja energia foi cortada. A situação também foi relatada pela Secretaria Municipal de Educação.

Medida

Diante do alto valor, a prefeitura solicitou à empresa o demonstrativo detalhado do débito dos órgãos de fato pertencentes ao município, visto que levantamento preliminar aponta a inclusão de pagamento de energia de imóveis não vinculados, na prática, à administração pública municipal.

Ex-prefeito rebate acusações

Ao Cidadeverde.com, o ex-prefeito Robert Paes Landim rebate as acusações de que a suspensão no fornecimento de energia na sede da prefeitura tenha sido ocasionada por débitos referentes à sua gestão. Segundo o ex-gestor de São João do Piauí, existe uma liminar que assegura a manutenção do abastecimento de energia nos prédios da Educação e Saúde. 

"Ganhamos na Justiça uma liminar que proíbe o corte de energia apenas na Saúde e Educação. Asseguro que a suspensão na sede não é em virtude de débitos da minha gestão, mas são referentes ao mandato do atual prefeito", finaliza Robert Paes Landim.


Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Festival da Uva terá data fixa no calendário

A 4ª edição do Festival da Uva, em São João do Piauí, acontecerá de 14 a 16 de novembro. De acordo com a deputada estadual Rejane Dias, idealizadora do evento, o festival trará inúmeras oportunidades de negócio e contará com atrações nacionais e locais.


De acordo com  Rejane Dias, o Governo Federal investirá cerca de R$ 50 milhões para ampliar a área de fruticultura irrigada em São João do Piauí, a 460 km de Teresina. Com isso, os agricultores vão aumentar o cultivo de uva e investirão em outras culturas, como mamão e goiaba. “A área irrigada vai passar de 7 hectares para mil hectares,” informou a parlamentar.

Rejane Dias destacou o apoio do Sebrae que vai colaborar com a logística e organização do festival. “São vários parceiros ajudando no desenvolvimento da região. Vamos fazer um grande evento que será um misto de negócios com as instituições financeiras oferecendo linhas de crédito para os agricultores da região”, concluiu a parlamentar.

O Festival da Uva, organizado pela prefeitura de São João do Piauí com o apoio do Governo do Estado, terá data fixa e sempre ocorrerá na segunda quinzena de novembro.


Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Wilson Martins entrega escola reformada e tablets educacionais

O governador do Piauí inaugurou a reforma e ampliação da Unidade Escolar Francisco Antônio Paes Landim, na cidade de São João do Piauí. Nesta sexta-feira, 30, Wilson Martins também fez a entrega de dois ônibus para os municípios de Conceição de Canindé e João Costa e distribuiu tablets educacionais para professores da região.

                           Foto: Francisco Leal

Na reforma e ampliação da escola, os investimentos do governo foram de R$ 830 mil, garantindo a duplicação da capacidade de atendimento. A escola tem nove salas de aula, laboratórios de enfermagem e ciências, refeitório e ginásio poliesportivo.

Os ônibus têm capacidade 55 alunos e os tablets atenderão 342 professores de 29 escolas da região de São João do Piauí.

Mais investimentos

Wilson Martins também autorizou a troca da tubulação da Agespisa, de amianto para PVC,  nas ruas do centro da cidade, e autorizou o asfaltamento da avenida Cândido Coelho, a maior da cidade. 

O governador garantiu ainda recursos para a conclusão das obras de recuperação e restauração da rodovia que liga São João do Piauí a Canto do Buriti, com 100 quilômetros de extensão.


Da Editoria de Cidades
cidades@cidaeverde.com

Posts anteriores