Cidadeverde.com

Juiz cassa prefeita e vice de São Raimundo Nonato e mais 4 vereadores

Foto: Cidadeverde.com

O juiz Mário Soares de Alencar, da 13ª zona eleitoral, cassou o mandato da prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita de Castro Silva, e do seu vice, Luis Alberto de Costa Macedo. Os dois foram acusados de abuso de poder econômico e político e de conduta vedada nas eleições 2016. Entre os supostos crimes eleitorais cometidos, o oferecimento de diversas benesses a eleitores que se encontravam em grave situação de estiagem, como poços tubulares, reformas e barragens.

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral foi impetrada pela coligação Força do Povo, composta pelos partidos PDT/DEM/PTC/PSB/PSD e PT do B e o ex-prefeito Avelar de Castro Ferreira.

O juiz decretou ainda a inelegibilidade dos gestores por 8 anos. Além deles, os vereadores Rian Marcos Alves da Silva, Nunes de Jesus Santos, Laércio Dias de Carvalho e José Ronaldo Deodato de Siqueira também foram cassados. Os parlamentares são acusados de dar suporte político à prefeita

O magistrado pede na decisão que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) convoque uma eleição suplementar para os cargos de prefeito e vice-prefeito de São Raimundo para completar o período do mandato em curso, já que em 2020 ocorrerão novas eleições municipais.

De acordo com a decisão do juiz, os votos conferidos aos vereadores eleitos permanecem válidos apenas para a agremiação partidária específica, como votos de legenda.

O então secretário da Defesa Civil na época, Hélio Isaias, que é esposo da atual prefeita, foi multado em 5 mil Ufir por supostamente usar a máquina pública para atender solicitações da gestora. Ele também foi declarado inelegível por 8 anos.

Prefeita confia na Justiça

A prefeita Carmelita Castro disse ao Cidadeverde.com que não foi notificada da decisão e que vai recorrer junto ao TRE. “Eu vou usar o meu direito de recorrer e em primeiro lugar eu confio na justiça. A parte jurídica vai tomar providência sobre isso”, declarou.

A gestora negou que tenha se beneficiado de obras do governo do estado na época em que concorreu ao mandato. “Eu vou me defender, não teve uma obra do governo do estado. Só o que eu tenho feito é trabalhar por São Raimundo Nonato. É só perguntar a qualquer cidadão”, finalizou.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidaeverde.com