Cidadeverde.com

Fazendeiro preso por transportar filhotes de gato em saco plástico é solto após fiança de R$ 4 mil

Um fazendeiro de 49 anos foi preso em flagrante, nesta sexta-feira (03/06), em Cocal (267 km de Teresina), pelo crime de maus-tratos contra seis filhotes de gato. Os animais estavam dentro de um saco plástico na carroceria fechada do veículo do detido. 

O flagrante foi filmado por populares que estavam próximo ao veículo e que conseguiram resgatar os filhotes. Eles ouviram miados de gatos e encontraram animais sem oxigênio e prestes a entrarem em óbito devido ao calor. 

Ao ver a movimentação próxima ao seu carro, o homem de 49 anos tentou justificar para os populares que havia saído da cidade de Caraúbas com destino a Cocal para deixar os filhotes com um amigo. 

Por volta das 10h, duas testemunhas foram até a Delegacia Policial de Cocal e registraram um boletim de ocorrências contra o homem pelo crime de maus-tratos a cães e gatos com base na Lei 9605/98 de Crimes Contra o Meio Ambiente. 

Prisão 

O fazendeiro foi preso por volta das 16h em sua residência. Os policiais, através da placa do veículo, conseguiram localizar o endereço do acusado. O homem foi detido e encaminhado até a unidade policial de Cocal, onde foi interrogado pelo delegado Cayo Cézar. 

No interrogatório que o Cidadeverde.com teve acesso, o acusado reitera a tese de que estava em Cocal para deixar os filhotes de gato para um amigo. Contudo, acabou esquecendo de fazer a entrega porque ficaram conversando sobre problemas pessoais durante cerca de 30 minutos. 

Foto: Reprodução / Blog do Coveiro

Ao delegado, o homem alegou que ao retornar para o veículo percebeu que uma moça, juntamente com outras pessoas, haviam resgatado os gatos que ele havia esquecido e disseram que ficariam com os animais. 

“Ele resolveu não discutir, deixou os gatos com eles e foi para sua residência em Caraúbas, local onde foi abordado por policiais civis. Ele alegou que não tinha a intenção de maltratar os animais”, diz trecho do interrogatório. 

Fiança 

O fazendeiro foi encaminhado de Cocal para a cidade de Parnaíba, onde participou de uma audiência de custódia. O juiz de Direito Max Paulo Soares de Alcântara presidiu a sessão e decidiu pela liberdade provisória do fazendeiro com medida cautelar mediante o pagamento de uma fiança de R$ 4.040,00. 

O homem deverá até o trânsito em julgado do processo: 

  • comparecer perante a autoridade todas as vezes que for intimado; 
  • não mudar de residência sem prévia permissão da autoridade judiciária; 
  • não praticar outra infração penal. 

O fazendeiro foi solto nas primeiras horas deste sábado (04) e responderá o processo em liberdade. 

 

Nataniel Lima
[email protected]