Cidadeverde.com

Iluminação de Natal: evite as “gambiarras”

Crédito: Francesco Ungaro

Estamos nos aproximando de uma das mais belas festas do ano. Uma instalação elétrica mal feita pode ocasionar um curto-circuito, choques elétricos ou mesmo um incêndio, fazendo com que a magia do Natal se transforme numa grande dor de cabeça. Listaremos abaixo algumas medidas que poderão lhe ajudar a manter a segurança nas suas instalações:

I – Lâmpadas e pisca-piscas só se tiverem procedência

Sempre escolha lâmpadas e pisca-piscas com selo de conformidade do INMETRO. Esta é a garantia que estes equipamentos foram testados e aprovados e estão de acordo com as normas brasileiras. O mercado oferece uma grande quantidade de produtos importados e, mesmo estes, precisam ter a certificação. Não leve em consideração apenas o preço do produto, pois o barato pode sair bem caro, inclusive pode custar a vida. As lâmpadas de LED continuam sendo a melhor opção quando o assunto é economia de energia elétrica. Elas podem ser encontradas nas mais variadas cores.

II – Fuja de  “gambiarras” 

Sempre leia o manual de instrução do produto antes de fazer qualquer ligação, evitando “gambiarras”. Gambiarras são instalações que utilizam uma grande quantidade de fios e adaptadores ou ainda quando temos vários equipamentos ligados em uma só extensão. Esse tipo de ligação provoca sobrecarga e curto-circuito. Dê preferencia ao uso de “réguas” quando precisar ligar mais de um equipamento, pois ela possui um dispositivo de proteção em caso de sobrecarga. 

III - Distância dos pontos de instalação

A instalação em ambientes externos requer uma maior cautela, uma vez que estará exposta a vento e chuva. Lembre-se que água e eletricidade nunca é uma boa combinação. No caso de instalações em fachadas, muros e árvores, deve ser respeitada uma distância de um metro e meio da rede de distribuição elétrica da concessionaria de energia.