Cidadeverde.com
Geral

Polícia prende professor suspeito de estuprar aluno de 9 anos no Angelim

Imprimir


A Polícia Civil do Piauí prendeu na manhã desta sexta-feira (6), no bairro Ilhotas, o professor de matemática suspeito de estuprar um aluno de 9 anos no bairro Angelim, zona Sul de Teresina. A Polícia não divulgou o nome do professor, apenas as iniciais (V.R.A). 

O professor é suspeito de estuprar a criança dentro da escola municipal Monteiro Lobato. Segundo a polícia, a prisão foi realizada na residência do suspeito e também foram cumpridos mandados de busca, onde foram encontradas provas materiais que serão inseridas no procedimento policial. 

O crime veio à tona após a mãe perceber que o filho estava estranho, reclamando de dores nas partes íntimas. Ao conversar com a irmã, a criança revelou sobre os abusos sexuais que ocorreram dentro do banheiro masculino da escola. A mãe registrou denúncia na Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA). 

Fotos: Ascom/PC

De acordo com o delegado Matheus Zanatta, da Gerência de Polícia Especializada, além da prisão, uma professora da escola foi indiciada pelo crime de prevaricação.

Segundo a investigação, a professora soube dos abusos, mas não denunciou. Ela também é professora na escola e trabalha como supervisora.

O professor preso já se encontrava afastado de suas funções. A  Secretaria Municipal de Educação afastou também a professora e adotou uma série de ações para tranquilizar os pais. Na segunda-feira (9) está previsto o retorno das aulas.

“O inquérito foi concluído e está sendo remetido para o poder judiciário. Foram indiciadas duas pessoas, o professor, pelo crime de estupro de vulnerável e também foi indiciada uma outra professora pelo crime de prevaricação, pelo fato de ela ter conhecimento da ocorrência e não ter comunicado o crime às instituições competentes”, informa o delegado. 

Suspensão da aulas

O secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso, anunciou no dia 25 de abril a suspensão das aulas na escola Municipal Monteiro Lobato, na zona Sul de Teresina, após a denúncia de um caso de estupro que teria sido cometido por um professor contra um aluno de 9 anos.

O anúncio foi feito durante reunião com a presença de pais, representantes da Secretaria Municipal de Educação e membros do Conselho Tutelar. A previsão é que as aulas retornem na próxima segunda-feira (09). 

Na escola, após a denúncia, também foram instaladas câmeras de segurança. 

Protocolo do MP 

O Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) em reunião com representantes da Secretaria Municipal de Educação de Teresina (Semec), na terça-feira (03), pediu a criação de um protocolo de gestão de crise após a denúncia de estupro ocorrida na Escola Municipal Monteiro Lobato.

O objetivo da reunião era discutir a suspensão das aulas presenciais após a denúncia de estupro, ocorrida no dia 20 de abril. A suspensão aconteceu após muitas mães acusarem a equipe pedagógica da escola de omissão no caso envolvendo a criança.

 

Rebeca Lima
[email protected]

Imprimir