Cidadeverde.com

Pela 2ª vez, justiça manda soltar suspeito de mandar incendiar ônibus

O motorista da Prefeitura de Piracuruca, suspeito de ter mandado incendiar cinco ônibus escolares do Município, foi solto pela segunda vez nessa quinta-feira (17). Romeu Arcanjo responde pelos crimes de incêndio e corrupção de menores e ontem ganhou a liberdade por decisão de habeas corpus

Romeu Arcanjo havia sido indiciado e preso em dezembro de 2018, mas logo depois foi solto por decisão judicial. Nessa quarta-feira (16), nova decisão da justiça local determinou a prisão de Romero e o mandado de prisão foi efetuado. Contudo, no final do dia foi o Tribunal de Justiça do Piauí decidiu por acatar um pedido de habeas corpus, e na quinta pela manhã, Romeu foi solto mais uma vez.

As informações foram repassadas pelo delegado Hugo de Alcântara, titular da delegacia de Piracuruca. “Foi decretada a prisão dele novamente e foi dado cumprimento à prisão ontem. No final do dia, chegou um habeas corpus e hoje de manhã, foi dado cumprimento. Então, ele foi solto”, explicou.

Entenda o caso

O motorista foi preso e dois adolescentes apreendidos no dia 19 de dezembro do ano passado suspeitos de participação no incêndio criminoso que destruiu cinco ônibus escolares utilizados pela Prefeitura do Município. A investigação do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) apontou que o servidor público teria sido o mandante do crime e contratado os menores de idade, de 13 e 15 anos, para atear fogo nos veículos, supostamente, como vingança porque teria perdido uma gratificação.

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com