Cidadeverde.com

Acordo garantirá melhorias na rede de sanemanto básico

Um convênio firmado entre a Funasa e a Prefeitura Municipal de São Raimundo Nonato garantirá recursos a serem aplicados na área de saneamento básico. No total serão investidos cerca de R$ 4,5 milhões que servirão para corrigir falhas na rede de esgotamento sanitário.


O evento foi realizado nesta sexta-feira (24), na  Câmara Municipal de São Raimundo Nonato sob a coordenação do diretor nacional de Saúde Ambiental da Funasa, Henrique Pires, e da superintendente regional no Piauí, Aurifrancis Pereira.

Segundo Herculano Negreiros, prefeito de São Raimundo Nonato, em 2002 foi realizado um trabalho de esgotamento na cidade,  porém de forma incompleta. “Pleiteamos no ano passado junto ao PAC ( Programa de Aceleração do Crescimento) recursos para serem investidos na correção e ampliação do sistema  pelo fato do sistema ter sido mal implantado. A rede é precária e nunca chegou a fluir de acordo com a necessidade da população”, disse.

Cerca de 700 ligações domiciliares serão implementadas com a instalação da nova rede. “ Vamos eliminar um problema sério de agressão ao meio ambiente. Ainda hoje dejetos são despejados a céu aberto e também dentro do Rio Piauí”, complementou Herculano Negreiros.

Em um prazo de 15 dias será aberto um processo licitatório para contratação da empresa responsável pela obra. 


Graciane Sousa (Especial para o Cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com

Máquinas agrícolas reforçarão a infraestrutura do município

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, confirmou ao senador Wellington Dias e ao deputado federal Marcelo Castro a entrega de 94 retroescavadeiras e seis máquinas patrol (para estradas vicinais, açudes e pequenas barragens) até o mês de maio.


Neste primeiro semestre, 1.299 municípios brasileiros de até 50 mil habitantes recebem as máquinas numa segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). A entrega vai reforçar a infraestrutura desses municípios, melhorar as condições de escoamento da produção dos empreendimentos da agricultura familiar, a circulação dos moradores do meio rural e de bens e serviços e baratear os custos de frete, gerando ganho direto para o produtor.


Veja os Municípios beneficiados na nossa região:

Coronel José Dias
João Costa
São João do Piauí
São Raimundo Nonato
Simplício Mendes

Fonte: MDA

Carnaval do centenário termina hoje em São Raimundo Nonato

A festa na cidade de São Raimundo Nonato continua após quatro dias de folia. A grande atração de hoje é comandada pelo bloco “Leva Eu”, que apesar de estreante na avenida do samba, pretende arrastar mais de 3 mil foliões.

 
As comemorações alusivas ao período carnavalesco começaram nesta sexta-feira (17) com a entrega de 100 abadás do blocão Centenário e show da banda baiana Nanaê.
 
No sábado (18) houve a tradicional disputa de blocos. Entre os inscritos, foram avaliados critérios como originalidade, alegoria, animação, fantasia, criatividade e  organização. Cada bloco deveria apresentar algum tema referente ao próprio município, com 100 integrantes para compor a folia. O grande vencedor foi o bloco “Ai se eu te pego” que homenageou a fauna com representações da caatinga.
 
Segundo Samara Negreiros, secretária de administração do município, cada bloco inscrito deveria apresentar candidatos a majestades da folia.

 
Nesse compasso os jovens Luan Ribeiro e Mellisa Ribeiro foram eleitos rei e rainha do carnaval de São Raimundo Nonato, no centenário da cidade.  As majestades também foram apresentadas pelo bloco campeão “Ai se eu te pego”. 

No último domingo (19) o carnaval realizado pela prefeitura terminou com o show de  músicos da terra que embalaram o público ao ritmo de marchinhas e frevo. “O carnaval foi pensado no intuito de resgatar os antigos e tradicionais carnavais”, disse Samara Negreiros.

Nesta terça-feira (21), o encerramento será no ritmo do bloco “Leva Eu”  que pretende arrastar muitos foliões ao longo da avenida professor João Meneses.

Graciane Sousa (Especial para o Cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com

2º Carnaval Multicultural marca a folia no centenário da cidade


Com o objetivo de resgatar as tradicionais festas de momo, será realizado entre os dias 17 a 19 de fevereiro, o 2º Carnaval Multicultural de São Raimundo Nonato. A avenida João Meneses será a passarela do samba onde os foliões poderão curtir shows de bandas populares, trios elétricos  e desfiles de blocos.

 A folia começa amanhã (17), a partir das 20h, com a escolha do rei e rainha do carnaval e posterior entrega da chave da cidade as majestades do samba. Outra grande atração desta sexta-feira será a apresentação da banda Nanaê.


 No sábado (18), haverá o concurso de blocos carnavalescos com o intuito de resgatar as  marchinhas que antes faziam parte do carnaval.


 De acordo com Alexandre Macedo Negreiros, secretário de infra-estrutura, a estimativa é que 5 mil pessoas participem durante cada dia de folia. “ Esperamos fazer um grande carnaval neste ano de centenário de São Raimundo Nonato. No ano passado, a prefeitura não realizou carnaval, então em 2012 vamos fazer uma grande festa onde os  foliões terão muitas atrações como o show de bandas baianas e também o desfile de blocos alternativos”, declarou o secretário.



Graciane Sousa (Especial para o Cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com


SDR entrega entreposto de mel

O secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, Rubem Martins e o Prefeito de São Raimundo Nonato, realizaram a entrega de 18 equipamentos que irão fazer parte da estrutura de um entreposto de mel no município de São Raimundo Nonato.

                                                                                                                                                        Foto: Cloves Ferreira



A obra está sendo realizada pelo Governo do Estado em convênio com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Caixa Econômica Federal. A estrutura física está em fase de conclusão e os equipamentos já estão em fase de montagem.

Os beneficiários da obra fazem parte da Cooperativa Apícola da Microrregião de São Raimundo Nonato, que contempla um quadro de 60 sócios onde beneficiarão 300 famílias de todo o Território Serra da Capivara e filiados à Casa Apis. “Com essa estrutura estamos prevendo um beneficiamento anual de 800 toneladas de mel”, disse Rubem Martins.

A área total construída é de 623,25 m², com área de piso de 580,72 m² e área total coberta de 830,00 m², com o valor total com realinhamento das obras civis soma R$ 429.655,95 e o valor dos equipamentos licitados soma R$ 108.500,00.

O novo entreposto deverá impulsionar a cultura de extração e exportação de mel do Estado. “Essa grande estrutura deve difundir o nosso potencial produtivo em toda região do Semiárido. A estrutura é muito grande e oferece todo o suporte necessário que vai desde a captação do mel até o transporte”, finalizou Rubem Martins.


Fonte: Portal São Raimundo

Mãe de criança que morreu vítima de meningite contesta resultado de exame apresentado pelo hospital regional de SRN

Dona Jaci Damasceno Silva, moradora na zona rural do município de São Lourenço do Piauí, mãe da criança que morreu sob suspeita de meningite, no Hospital Regional Senador Cândido Ferraz, na cidade de São Raimundo Nonato, no último dia 19 de janeiro, informou  que a criança não foi atendia de imediato pelo médico de plantão, como afirmou a diretora da unidade. Ela contesta o resultado do exame e não acredita que a morte da criança tenha sido provocada por meningite.

De acordo com ela, durante o atendimento da criança, os médicos não pediram nenhum exame para diagnosticar a doença. “Ele estava com dor de barriga e vômito, mas caminhava normalmente. Eles começaram a aplicar a medicação e ele foi piorando, ficando sufocado. Eu falei que ele era alérgico a Dipirona, mas eles me pediam para ficar calma” declarou. Dona Jaci afirmou também que, a princípio os médicos acreditavam que a criança estava com Apendicite, somente várias horas depois disseram que poderia ser meningite.

Jaci Damasceno Silva afirmou que após a morte da criança, solicitou o prontuário, mas a equipe do hospital não lhe entregou sob a alegação de que havia desaparecido. Segundo ela, somente vários dias depois, a diretoria da unidade teria lhe procurado com o resultado do exame realizado no Laboratório Central em Teresina (LACEN), para comprovar a morte da criança por meningite. Ela continua desconfiada e não acredita que seu filho tenha falecido por conta da doença.

Fonte: Portal Serra da Capivara

Posts anteriores