Cidadeverde.com

Condutor inabilitado é preso ao tentar subornar policiais na BR-343

Vídeo de Ronaldo Mota

Um homem- que não teve a identidade revelada- foi preso em flagrante suspeito de tentar subornar policiais rodoviários federais durante abordagem na BR-343, em Piripiri. O momento foi registrado em vídeo por um motorista que passava pelo local. 

Equipes da PRF atendiam a uma ocorrência de acidente na rodovia quando o motorista passou com os faróis apagados e recebeu ordem para parar o veículo. 

Durante abordagem,  o condutor revelou que era inabilitado, ou seja, não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e havia havia ingerido bebida alcóolica. "Bebi um pouquinho", confirmou. 

Ele foi preso por tentativa de corrupção e encaminhado para o Complexo de Delegacias de Piripiri. 


Com informações Notícia da Manhã
redacao@cidadeverde.com

Homem é preso suspeito de estuprar duas mulheres em açude de Piripiri

Wenesjones Alankardênio Araújo foi preso na cidade de Piripiri (157 km de Teresina), suspeito de estuprar duas mulheres que saíam de uma festa na noite do último sábado (26). O delegado Hugo Alcântara ouviu as vítimas e o suspeito e disse que o rapaz demonstrou frieza. Ele está preso na penitenciária de Esperantina. 

Segundo relato das vítimas ao delegado, o homem as abordou quando elas deixavam uma festa. As duas seguiam em uma motocicleta por uma rua escura quando Wenesjones teria saído da mata, por trás de um outdoor, e abordado as vítimas com uma arma de fogo de fabricação caseira. 

"Inicialmente as moças achavam que era um assalto e ofereceram a moto e os celulares, mas ele disse que queria só uma carona. Ele subiu na moto e foi o tempo todo coagindo e ameaçando elas. Elas contaram que eles deram muitas voltas, até chegar em um açude, onde o estupro ocorreu", contou. 

O local foi o Açude Anajás. Segundo as jovens, Wenesjones ordenou que as duas tirassem as roupas e praticassem sexo oral nele. Além disso, tocou o corpo das vítimas. 

"Elas ficaram lá por um tempo considerável, segundo o relato, por cerca de 30 minutos. Todo o tempo ele estava obrigando as duas a praticarem sexo oral nele. E quando reli o depoimento delas a ele, a reação dele foi muito estranha, como de quem estava relembrando o que havia acontecido, demonstrando frieza", disse. 

Após os abusos, o homem fez com que as duas o conduzissem até sua residência. Lá, novamente foram vítimas de violência sexual. Ao fim do estupro, o suspeito pegou os celulares das jovens e fugiu. 

As vítimas registraram boletim de ocorrência e o homem foi preso após diversas investidas da polícia, porque ele tentou fugir do flagrante. Wenesjones foi preso em casa e a arma do crime foi apreendida. 

Ele negou os abusos inicialmente, relatando que teria apenas pedido uma carona. Ao fim, contudo, confessou ter pedido para que as moças tirassem as roupas. As vítimas informaram que o homem parecia estar sob efeito de drogas e ele confirmou ter feito uso de maconha. 

Wenesjones tem passagem pela polícia apenas por uso de entorpecentes. Ele foi autuado em flagrante por roubo e estupro e está preso na penitenciária de Esperantina. O delegado Jorge Terceiro, titular de Piripiri, está responsável pelo inquérito. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

Em vídeo, presos pedem para governo tapar buraco deixado por colega de cela

A fuga de um detento na madrugada de ontem (09) expôs a fragilidade da cadeia pública de Piripiri. Atualmente, o local abriga 10 presos divididos em três celas. O prédio tem cerca de 60 anos e as paredes construídas com tijolos de barro cru não oferecem segurança. 

O preso identificado apenas como Raul fugiu após cavar o buraco no banheiro da cela que dá acesso diretamente à rua João Damasceno, no centro da cidade. Ele havia sido capturado há poucos dias, suspeito de receptação de uma moto roubada. 

Na cela de onde Raul fugiu estão mais quatro presos que permanecem no local por vontade própria. Em um vídeo gravado é possível perceber que quem passa pela rua pode conversar facilmente com os presos.

"Nós estamos pagando pelo que fizemos e não fugimos porque queremos sair pela porta da frente mesmo. Estamos de boa aqui", disse um dos presos.

Nas imagens gravadas por um portal local, um dos próprios presos faz questão de pedir reparos no prédio. 

"Tem que tapar esse buraco aí, pois a pessoa passa na rua e vê todos nós tomando banho. Essa já é a segunda fuga", disse um dos presos. 

Fotos: Silvio Vieira/ Cliquepiripiri

O delegado regional de Piripiri, Jorge Terceiro, conta que já comunicou o problema as secretarias estaduais de Segurança e Justiça. 

"Anteriormente, já havíamos comunicado a situação e estamos aguardando a solução do caso. Também informamos a fuga ao juiz... Infelizmente não podemos fazer nada, pois o prédio é muito antigo. O que fizemos foi reforçar as grades. A população está apreensiva. A lei não permite, mas mesmo que quiséssemos deslocar um agente para custodiar os presos da cadeia, não tinha onde ele ficar", explica o delegado. 

Em 2013, o Complexo da Polícia Civil de Piripiri conta com Delegacia Regional, Delegacia da Mulher, cartório, Central de Flagrantes, equipamentos para investigação e sala para perícia criminal. O local não possui celas. 

A assessoria da Sejus informou que a estrutura da cadeia pública de Piripiri não é vinculado a secretaria de Justiça. O Cidadeverde.com aguarda a nota da secretaria de Segurança. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Professor é assassinado dentro de carro na porta de casa

O professor e blogueiro, Luciano Fernandes, foi alvejado na porta de casa na rua Quirino de Sousa Meneses, no bairro Recreio, quando saía para trabalhar, na manhã desta terça(25), por volta das 6h40.

Os disparos dados por dois homens que estavam em uma moto e fugiram após efetuar vários tiros, que atingiram principalmente o tórax do professor. 

Uma equipe médica do Samu ainda tentou reanimá-lo, mas ele já estava morto dentro do veículo. O delegado Ricardo Freitas, titular do 2º Distrito Policial de Piripiri investiga o caso. 

Luciano Fernandes assinava o blog “Olhos de Águia” e também usava seu perfil pessoal do Facebook para comentários que geravam polêmicas na cidade. 


Com Informações do Piripiri 40 graus
redacao@cidadeverde.com

Polícia incinera quase R$ 400 mil em drogas em Piripiri

  • bca35ae2-f7b5-47b4-8860-8c3dbafc7d96.jpg Divulgação Polícia Civil
  • 23c81630-08e6-4db6-a67e-7abcfe0ee4de.jpg Divulgação Polícia Civil
  • 0040e661-cc84-408f-8adc-9a9bb3ce0fce.jpg Divulgação Polícia Civil
  • 6844b7b3-2320-4247-bdd6-096e0f1e3ca8.jpg Divulgação Polícia Civil

A Polícia Civil de Piripiri realizou a queima de quase R$ 400 mil em drogas apreendidos em várias apreensões desencadeadas pela Polícia ao longo de todo o ano de 2015. 

Parte da droga tinha destino a Fortaleza mas foi interceptada ainda no município de Piripiri. Com a autorização judicial a droga põde ser incinerada com a participação do delegado regional de Piripiri, Jorge Terceiro.

Segundo dados da delegacia durante todo o ano foram apreendidos quase 39 kg de drogas entre maconha e cocaína na região de Piripiri e a incineração durou toda a manhã.

Rayldo Pereira
Com informações de Ibiapaba 24 horas
rayldopereira@cidadeverde.com

Grupo faz bingo para ajudar amigo a custear tratamento contra câncer

Um grupo de amigos de Piripiri está organizando um bingo para o próximo dia 29 com o objetivo de arrecadar fundos para ajudar Raniere Cavalcante, 30 anos, que sofre de câncer e precisa fazer um transplante em São Paulo. 

Raniere descobriu o linfoma há 8 anos. Desde então, passa por quimioterapias pelo SUS e tem que arcar com os medicamentos e gastos extras, como o aluguel para morar em Teresina. A renda de Raniere é de apenas um salário mínimo e a família pede ajuda para custear seu tratamento e preparar a viagem para São Paulo. 

"Já fizemos bingos, leilões e aceitamos qualquer doação. Ele não está nada bem. É uma vida, por isso suplicamos ajuda. Não aguentamos mais vê-lo nesse estado. É um enorme sofrimento. O tratamento contra o câncer prejudicou os rins dele e a situação é muito delicada", diz a irmão de Raniere, Raynara Cavalcante.

A previsão é que Raniere precise viajar para São Paulo em dezembro. Quem quiser ajudar, pode entrar em contato com Raynara pelo número 9.9901-8329.

Jordana Cury
jordanacury@cidadeverde.com

Em Piripiri, Luiz Menezes é eleito com diferença de apenas 227 votos

O candidato do PMDB para a prefeitura de Piripiri, Luiz Menezes, foi eleito para o cargo com 49,71% dos votos. Em segundo lugar ficou a candidata do PTB, Jôve Oliveira, com 49,08%. A diferença entre os dois foi de apenas 227 votos.

No total, Luiz Menezes teve 17.956 votos, sendo eleito pela coligação PMDB / PPS / DEM / PMN / PSDB / PSDC / PSOL / PV / SD / PROS / REDE. Seu vice é Murieel Queiroz (PPS). 

Jôve, com 17.729 votos, concorreu pela coligação PTB / PP / PSB / PRB / PRP / PC do B / PSD / PMB / PHS / PT do B / PSC / PTC / PDT. Sua candidata a vice era Socorro Mesquita (PP). 

Em seguida apareceram os candidatos Paulo Limeira (PR), com 0,73% e Tibério César (PSTU), com 0,48%. Paulo teve 265 votos, no total e Tibério somou 174 votos. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

Ônibus escolar é flagrado transportando 45 eleitores para reunião política

Um ônibus escolar foi apreendido transportando eleitores no Piauí. O flagrante da Polícia Rodoviária Federal (PRF) ocorreu na noite desta quinta-feira (29) nas proximidades do cruzamento entre as BR's 343 e 404, no município de Piripiri. 

"O veículo estava com 45 pessoas que, primeiramente, argumentaram que estavam indo para uma reunião escolar, mas depois revelaram que o encontro era de cunho político partidário em Piripiri", explica o inspetor Fabrício Loiola. 

Ainda de acordo com a PRF, o veículo estava com documentação irregular e, mesmo transitando à noite, não tinha nenhuma iluminação na parte traseira, representando sério risco de acidente. O caso foi encaminhado ao Ministério Público Eleitoral. 

Este não é a primeiro flagrante de transporte ilegal de eleitores no Estado. Há quinze dias, policiais rodoviários federais flagraram um micro-ônibus escolar da prefeitura de Amarante transportando romeiros para o santuário no município de Santa Cruz dos Milagres.

Fabrício Loiola ressalta que o uso ônibus escolar se restringe  ao transporte de estudantes matriculados na rede pública de ensino básico. 

"No caso de transporte fora do munícipio de origem do veículo, o deslocamento só é autorizado para atividades culturais, esportivas e pedagógicas previstas no Plano Pedagógico Anual da Escola. Em situações como esta, o motorista deverá portar obrigatoriamente autorização por escrito do secretário municipal de Educação ou do prefeito do município", conscientiza. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Jovem internado com síndrome rara morre em Teresina

O jovem Ismael dos Santos Ribeiro, internado com uma síndrome rara em Teresina morreu nesta segunda-feira (19) com leucemia.

Ismael foi diagnosticado com a síndrome de Fournier, de origem bacteriana. A doença provoca necrose nas áreas do corpo que atinge. "Ele já tinha sido diagnosticado com a síndrome que foi controlada, mas hoje saíram o resultado de outros exames enviados a São Paulo e comprovaram a leucemia", disse o pai do jovem, Manoel Santos.

A família de Ismael chegou a realizar campanhas pára doação de sangue com caravanas vindo de Piripiri para Teresina, mas o jovem não resistiu e veio a óbito.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Chefe de cozinha é esfaqueado em Piripiri e amigos denunciam homofobia

Amigos do chefe de cozinha Armando Nunes estão denunciando que o homem foi vítima de um crime de homofobia na madrugada de ontem (15), em Piripiri (157 km de Teresina). Segundo a polícia militar da cidade, um adolescente com quem o homem se relacionava o agrediu com dois golpes de faca e chegou a levar uma quantia sua em dinheiro. 

Segundo o comandante da polícia militar da cidade, major Erisvaldo Viana, o chefe de cozinha era homossexual e tinha um relacionamento com o jovem suspeito. 

"Eles discutiram, não sabemos ao certo o que houve, não sabemos se foi um crime de homofobia exatamente, mas o rapaz deu duas facadas nele, uma no braço e outra no pescoço", declarou. 

O major completou e disse que Armando está bem, não corre risco de morrer e que foi atendido e continua internado no hospital regional da cidade. 

Amigos de Armando comentaram o caso nas redes sociais. Bernadete Pessoa publicou: "Lamentável o que aconteceu. (...) Caso de homofobia, precisamos de justiça e atuação da polícia de nossa cidade. Meu repúdio pelo acontecido". 

A polícia ainda deverá apurar o motivo pelo qual os dois se desentenderam, buscando confirmar a denúncia de homofobia. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

Posts anteriores