Cidadeverde.com

Condenado por estuprar criança de 5 anos é preso em Brasileira

Foto: SSP

A Polícia Civil Do Piauí, através da 4°DRPC de Piripiri, prendeu na tarde desta segunda feira (03) no município de Brasileira/PI, um homem identificado pelas iniciais P.S.M, 35 anos, conhecido por "Pacau".  A prisão ocorreu por volta das 17h.

O mandado de prisão foi expedido pelo juiz da comarca de Piripiri e se deu em razão de condenaçao de P.S.M. por crime  cometido no ano de 2003, contra uma criança de apenas 05 anos de idade.

Na ocasião, segundo a polícia, "Pacau" teria levado a criança para de dentro de sua residência onde teria abusado sexualmente dela. À época o crime era tipificado no Código Penal pelo art. 214, como Atentado Violento ao Pudor, artigo  revogado pela Lei 12.015/2009, tendo a conduta atualmente sido abrangida pelo art. 213 do CP e se constitui em estupro de vulnerável. 

Segundo a polícia, Pacau foi preso em sua residência e não esboçou nenhuma reação. O rapaz foi conduzido ao Complexo de Delegacias em Piripiri, onde aguarda vaga no Sistema Penitenciário do Estado. 

A prisão de Pacau foi coordenada pelos delegados Jorge Terceiro e Ricardo Freitas.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Obras do Polo Têxtil de Piripiri são acompanhadas pelo Governo

O superintendente de Desenvolvimento Econômico da Sedet, Landerson Carvalho, esteve, no fim de semana, com empresários na obra do Polo Têxtil de Piripiri para conversar sobre o andamento da construção e também ouvir sugestões dos empreedendores. Eles debateram sobre as expectativas do negócio, além de definirem os próximos passos que serão executados no espaço.

A equipe conheceu a estrutura e avaliou as demandas dos empreendedores. A ideia é projetar um centro de referência em vendas, alavancando os negócios na cidade.  

“Durante a visita, conversei diretamente com os empresários e vivenciei com eles seus principais anseios com relação à construção do polo têxtil. Fiz um diagnóstico da estrutura e questões processuais. Vamos trabalhar para que o local esteja em funcionamento o mais rápido possível, com geração de emprego e renda”, declara Landerson Carvalho. 

A indústria de confecção é um importante canal de crescimento da cidade e integra profissionais de variadas funções, como vendedores, estilistas, auxiliares de escritório e estoquistas.  Com o funcionamento do polo, haverá um aquecimento das vendas, despertando o interesse do consumidor local e de regiões próximas.

“A cidade de Piripiri é rota de vários consumidores que seguem para outros estados em busca de mercadorias. O funcionamento do polo têxtil vai prospectar negócios e mudar a realidade de forma positiva na cidade. Mesmo vivenciando um momento de crise, a economia será fortalecida”, explica o superintendente. 

Estrutura

O espaço tem de 1300 m², com 27 pontos comerciais, sendo que quatro lojas serão cedidas à cidade de Pedro II. O shopping têxtil também terá restaurante, banheiro, estacionamento, wi-fi e praça, tudo para melhor integrar a comunidade e os empreendedores.

Fonte: ccom

Bebê abandonado em banheiro de bar segue internado; mãe é procurada

Foto: Divulgação PM-PI

O bebê encontrado no banheiro de um bar no açude Caldeirão, na cidade de Piripiri, no interior do estado, está sob a guarda do Conselho Tutelar e permanece internado. Segundo o delegado Jorge Terceiro, a mãe- que  está sendo procurada- pode responder por abandono de incapaz ou abandono de recém-nascido, dependendo da motivação. 

"Vamos ouvir os PMs que atenderam a ocorrência, bem como os donos do bar e agentes comunitários que fazem acompanhamento de gestantes para tentar identificar a mãe. Já emitii ordem de missão e as equiipes estão em diligência. A mãe poderá responder abandono de incapaz ou abandono de recém-nascido, dependendo da motivação que alegar para ter praticado tal conduta", explica o delegado regional em Piripiri. 

Jorge Teceiro não descarta que a mãe não seja da cidade de Piripiri. O banheiro onde o recém-nascido foi abandonado fica nos fundos do bar. 

"Esse bar fica na saída de Piripiri e tem acesso também para as cidades de Lagoa de São Francisco e Pedro II. Estamos em diligência para identificá-la", reitera o delegado. 

O bebê, que é do sexo masculino, foi submetido a exames e está sendo medicado com antibióticos. No momento, não há previsão de alta médica. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Campanha quer arrecadar dinheiro para construir celas em delegacia do Piauí

O Ministério Público Estadual, a Defensoria Púlica, Judiciário e a Polícia Civil lançaram campanha que visa arrecadar fundos para construção de duas celas na Delegacia Regional de Piripiri. 

É necessário em torno de R$ 60 mil reais, incluindo equipamentos de segurança, para a execução do projeto de construção das celas. O projeto da campanha ressalta que não há  nenhuma cela da Delegacia Regional de Piripiri, diz que a situação é "insustentável" e ofende ao principio da dignidade humana. 

"Atrapalha o serviço da Polícia Civil, que não tem qualquer estrutura para uma situação em que for preso em flagrante várias pessoas, como os envolvidos em um assalto, por exemplo. Onde colocá-los até o juiz converter em preventivas as prisões em flagrante (quando então serão eles encaminhados para uma penitenciária)?", questiona.

A campanha critica a falta de celas da delegacia, afirmando que a construção dos espaços para abrigar os presos não é uma prioridade para o governo do Estado. 

"Só há uma forma do problema da ausência de celas para abrigar presos na cidade de Piripiri ser imediatamente enfrentado: o engajamento da sociedade civil", destaca o projeto da campanha.

Foto: Divulgação/Projeto

Com o propósito de ser transparente em relação aos recursos recebidos e aplicados, foi formada uma comissão com representantes do Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e da Polícia Civil, a fim de gerir e prestar contas.

Compõem a comissão a juíza Maria Helena Rezende Andrade Cavalcante, titular do Juizado Especial Cível e Criminal de Piripiri;  Marcelo de Jesus Monteiro Araujo, promotor de Justiça titular da 4ª Promotoria de Justiça; Robert Rios Magalhães Júnior – Defensor Público titular da 1ª Defensoria Pública; Jorge Terceiro Silva – Delegado Regional da 4ª Delegacia Regional.

O dinheiro deve ser depositado na conta poupança nº 0129-5, da Agência do Banco do Brasil nº 41861-7, variação 51.


Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Recém-nascido é resgatado em banheiro de bar na cidade de Piripiri

Foto: Google Maps


Um bebê recém-nascido foi encontrada neste domingo (18), enrolada em uma manta, no banheiro de um bar, na cidade de Piripiri, a 162 km de Teresina.

Segundo informações repassadas pelo soldado Francisco Paulo Fontenele, do 12º Batalhão da Polícia Militar, uma pessoa encontrou o menino na pia do banheiro e acionou a polícia. A criança ainda estava com o cordão umbilical.

"Hoje pela manhã fomos chamados para um bar no Açude Caldeirão, porque uma bebê foi encontrada na pia, enrolada em um pano. Acredito que ela tenha sido deixada lá para ser encontrada por alguém, porque o local não é escondido e no domingo é muito movimentado. E também acho que foi hoje pela manhã porque à noite o bar é fechado", explicou o soldado ao Cidadeverde.com.

O bebê foi levado pelos policiais ao Hospital Regional Chagas Rodrigues, em Piripiri. "Ele aparentava estar bem de saúde, é grandinho", comentou o PM. 

O menino, que ainda não tem nome, ficará aos cuidados do Conselho Tutelar e a polícia agora deve investigar quem é a mãe. 

Jordana Cury
jordanacury@cidadeverde.com

Vendedor é preso por comércio ilegal de botijão de gás no Piauí

Foto: Polícia Civil

Um homem foi preso por armazenar e vender ilegalmente botijão de gás na zona rural de Piripiri. De acordo com o delegado Jorge Terceiro,  o comerciante, que não teve a identidade revelada, foi preso, inicialmente, por descumprir uma medida protetiva por violência doméstica.

A prisão ocorreu na localidade de Furnas. "Foram localizados dezenas de botijões de gás sendo acondicionados e vendidos de forma ilegal em um imóvel e um animal silvestre Arara-canindé".  No local, a polícia localizou cerca de três dezenas de botijões.

"O proprietário do imóvel responderá pelos crimes de descumprimento de medida protetiva, compra e revenda de combustíveis e gás em desacordo com as normas legais e crime contra a fauna", informou a Polícia Civil.  
 

 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com

 

Segundo suspeito de mortes é preso; polícia acha colete balístico na casa dele

Foto: Divulgação PC/PI

A Delegacia Regional de Piripiri e a Divisão de Operações Especiais - DOE da Polícia Civil, realizaram durante a tarde desta sexta (26) uma ação que resultou na prisão de mais um suspeito de participação nos quatro homicídios ocorridos na Semana Santa no município. Além do mandado de prisão também foi cumprido de busca e apreensão, onde foi encontrado m colete à prova de bala da Polícia Militar. O primeiro suspeito foi preso na última quinta-feira(25).

O suspeito, identificado como Carlos Gerônimo Medeiros Bezerra, vulgo "Carlim Olhão", foi preso em casa, no bairro Fonte dos Matos em Piripiri. No local, a polícia encontrou um celular com restrição de roubo e um colete à prova de balas, que seria da Polícia Militar, mas que estava danificado. 

"As equipes da Polícia Civil, com os mandados de prisão e busca domiciliar em mãos, imediatamente se deslocaram à residência do suspeito, onde este foi localizado e detido. Nas buscas realizadas no local encontramos um aparelho celular com restrição de roubo e, para nossa surpresa, um colete balístico com inscrição 'Polícia Militar' mas com as etiquetas dos dados de identificação e brasão da polícia militar arrancados" afirmou o Delegado Regional e Titular do 1° Distrito Policial de Piripiri, Dr. Jorge Terceiro.

Após a conclusão das diligências o suspeito foi conduzido ao Complexo de Delegacias para fins de custódia e autuação pelos homicídios e pelos roubos. 

"O criminoso, além de ser detido em razão do mandado de prisão, ainda sofrerá autuação em flagrante em razão dos objetos encontrados na residência do mesmo. As circunstâncias em que o mesmo obteve o colete balístico também estão sendo investigadas", afirmou o Delegado Titular do 2° Distrito Policial, Dr. Ricardo Oliveira.

O mandado de prisão temporária do suspeito foi expedido pelo Poder Judiciário, após investigações e representação da Polícia Civil e parecer favorável do Ministério Público.

As investigações sobre os homicídios continuam.

 

Da Redação
Com informações da Polícia Civil
redacao@cidadeverde.com

Preso suspeito de envolvimento na série de homicídios em Piripiri

Foto: Enviado ao whatsapp do portal Cidade Verde

Primeira vítima foi morta na avenida principal da cidade

Um dos suspeitos de envolvimento na série de homicídios que ocorreu durante a Semana Santa, na cidade de Piripiri, no interior do estado, foi preso nesta quinta-feira (25). Contra Carlos Daniel havia um mandado de prisão preventiva relacionado a um duplo homicídio no início do mês. Contudo, o delegado Jorge Terceiro, titular da Delegacia Regional de Piripiri, não descarta o envolvimento do suspeito nos quatro homicídios que ocorreram na semana passada. 

"Ele era investigado em um caso de duplo homicídio que ocorreu cerca de dez dias antes da Semana Santa. Esse caso teria sido motivado por desavença entre familiares. Instauramos procedimento investigativo, representamos pela prisão e o juiz concedeu o mandado. Agora estamos investigando o vínculo dele com pessoas envolvidas nos quatro homicídios que ocorreram na semana passada", explica o delegado. 

Durante a abordagem, policiais encontraram na residência onde estava Carlos Daniel, um aparelho celular roubado e uma arma de fogo com numeração raspada, o que acabou resultando nas autuações por receptação e porte ou posse de arma de fogo de uso restrito. No imóvel foi encontrado também um revólver calibre 38 cuja posse foi atribuída ao irmão dele, um estudante que também foi preso. 

O delegado preferiu não revelar a motivação da série de assassinatos. As quatro mortes ocorreram em um intervalo de 24 horas. A Divisão de Operação Especiais (DOE) também está no caso. 

 

MATÉRIAS RELACIONADAS

Piripiri registra dois homicídios em menos de três horas na Sexta-Feira Santa

Piripiri registra quatro assassinatos com características de execução em 24 horas

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

"Guerra do tráfico", diz PM sobre execuções em Piripiri

A Polícia Militar acredita que as quatro execuções que ocorreram na cidade de Piripiri, no interior do estado, tenham relação entre si e estejam associadas a briga de gangues pela disputa do tráfico de drogas. Segundo o comandante do 12º BPM, tenente-coronel Erisvaldo Viana, as vítimas tinham saído dos presídios para o feriado da Semana Santa. 

"Com essa saidinha, eles aproveitaram para acerto de contas na nossa cidade. Guerra do tráfico.  A PM tem fechado muitas bocas de fumo, mas isso é uma praga. A gente fecha uma hoje e abrem-se duas amanhã. De tal maneira que o combate tem que ser frequente porque há uma reicindência muito grande", disse o comandante da PM de Piripiri. 

Os mortos na Sexta-Feira Santa (19) foram identificados apenas como Ismael e Fabrício Ferreira. No sábado (20) foram executados os jovens identificados como Luquinhas e Chiquim Quebra-Queixo. 

"O Ismael era um assaltante contumaz, foi solto e já estava em plena atividade de entorpecentes em nossa cidade. Ele já foi preso várias vezes por tráfico e roubo majorado com emprego de arma de fogo. Já cumpria pena e foi solto por ocasião do indulto de Semana Santa. Por volta de 14h45, ele foi morto. Por volta das 17h, o parceiro dele, o Fabrício, filho de uma conhecida traficante foi morto por problema de rixa com uma quadrilha", explica o tenente-coronel. 

Foto: Divulgação Mais Piripiri

Vítimas  mortas no sábado (20). Os dois estavam juntos e tinham antecedentes criminais

"Outro traficante que foi solto da penintenciária de Esperantina no indulto foi o Chiquim Quebra-Queixo, preso várias vezes por assalto à mão armada. Por volta da 18h, ele ficou de receber uma droga que havia comprado e foi surpreendido por dois motoqueiros. Daí veio a óbito também o Luquinhas, também conhecido no tráfico de drogas. Todos os quatro que morreram são conhecidos da Polícia Miliar", completa Viana. 

O comandante do 12º BPM explica que os suspeitos teriam envolvimento com organizações criminosas nos bairros Prado e Floresta. 

"As leis são muito condescendentes para esses traficantes, para esses assaltantes, eles acham que o crime vale à pena. Mas muitas vezes, a vida vem cobrar o preço e o preço justamente é a morte. Diga-se de passagem, todos eles morrem muito jovens, demonstrando que o crime não vale à pena", ressalta o militar. 

A PM continua em diligência na região. 

"As mortes da sexta-feira, os suspeitos foram justamente os que morreram no sábado. Piripiri não tem essa tradição de violência. Para se ter uma ideia, no ano passado inteiro, só tivemos seis mortes. Este ano já estamos com cinco homicídios, haja vista estes quatro que aconteceram com essas saidinhas de Semana Santa. A PM continuará combatendo o tráfico de drogas a fim de trazer a paz para a nossa comunidade", finaliza o tenente-coronel Erisvaldo Viana.


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com
Com informações Rádio Cidade Verde

Piripiri registra quatro assassinatos com características de execução em 24 horas

Foto: Divulgação Mais Piripiri

Vítimas estavam juntas e já tinham passagem pela polícia

Mais dois homens foram assassinados em Piripiri (a 178 km de Teresina) com características de execução na tarde deste sábado(20). As vítimas foram identificadas apenas pelos apelidos Luquinhas e Chiquim Quebra-Queixo e foram mortas na Vila Madri, próximo à BR-343, por volta das 17h.

Populares que jogavam bola próximo ao local informaram que ouviram cinco tiros e correram para ver o que era e acharam os corpos. Um deles estava com o celular tocando no bolso. 

Com essas mortes, somam quatro homicídios na cidade em menos de 24 horas. Em todas, as vítimas tinham passagens pela polícia. A primeira ocorreu na avenida principal da cidade na Sexta-Feira Santa e a segunda no bairro Paciência. 

De acordo com a cabo Marta, da Força Tática de Piripiri, o local onde a dupla foi morta é ermo e utilizado por usuários de drogas e esconderijo de objetos de roubos  e furtos. 

"Não sabemos ainda como se deu crime, só que foram encontrados com tiros na cabeça e um deles estava por cima da moto. Lá é uma zona de mato e parece que ser execução", informou a policial militar. 

Ela disse ainda que a dupla tem passagens por roubos a postos, comércios e que sempre agia com muita violência com as vítimas. "Eles tocavam o terror, quando pegavam as vítimas não queriam nem saber", revelou. 

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) em Teresina. A Polícia Civil da cidade deve investigar os homicídios. 


Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com

Posts anteriores