Cidadeverde.com

Saúde de Floriano divulga balanço do primeiro quadrimestre de 2020

A Secretaria de Saúde de Floriano apresentou o Relatório de Prestação de Contas referente ao primeiro quadrimestre do exercício de 2020 em audiência pública à Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores nesta sexta-feira, 20. 

Segundo o documento, o relatório elaborado se refere ao montante e fonte de recursos aplicados no período, auditorias realizadas ou em fase de execução no período e suas recomendações e determinações, oferta e produção de serviços públicos na rede assistencial própria, Contratada e conveniada, além de indicadores de saúde da população. 

Um dos pontos apresentados foram os procedimentos realizados pelos médicos da Estratégia Saúde da Família de janeiro a abril de 2020. Ao todo, foram realizadas 3.729 consultas médicas. Na área da enfermagem, o número de consultas ultrapassou 4.645 procedimentos. 

"Podemos observar que apenas os agentes comunitários de saúde realizaram mais de 45 mil visitas neste período", disse Goretti Pereira, assessora técnica da Secretaria de Saúde de Floriano. 

A Unidade Básica de Saúde "FUNASA" que desde março passou a ser o Centro de Atendimento para Síndromes Gripais já realizou o atendimento de 463 pessoas em apenas três meses. A unidade conta com uma equipe multidisciplinar, horário estendido das 7h até as 19h. 

Outros setores da Saúde, como o NASF, mesmo em período de pandemia realizou mais de 1.100 atendimentos individuais. 

O CAPS II, onde são realizados consultas médicas psiquiátrica e neuropediatra, além de Multiprofissional, Visita domiciliar, entre outros serviços, efetuou em quatro meses mais 5.188 atendimentos. O CAPS AD III realizou 1.480 atendimentos. 

O Centro de Testagem e Aconselhamento, CTA, responsável pela testagem gratuita de exames para detecção de HIV, sífilis e Hepatites B e C já contabilizou 4.663 exames.

Da Redação
[email protected]

24 detentos fazem motim e são contidos por policiais na Vereda Grande

Pelo menos 24 detentos participaram de um motim realizado na manhã deste sábado(30) na penitenciária Vereda Grande, no município de Floriano (a 240 km de Teresina). Eles estavam nos pavilhões A e B quando começaram a quebrar celas e câmeras de vigilância do local. 

Segundo a Secretaria Estadual da Justiça (Sejus), o vandalismo dos presos foi contida por policiais penais da unidade e pelo Grupo Tático Prisional, com apoio da Força Tática da Polícia Militar. 

Os detentos foram identificados e devem ser autuados por crime contra o patrimônio público. 

Em nota, a gerência da penitenciária Gonçalo de Castro Lima (Vereda Grande) tinformou que em feito vistorias e na semana apreendeu cerca de 100 gramas de maconha e celulares dentro da unidade prisional.

 

Caroline Oliveira
[email protected]

Município de Floriano discute retomada das atividades comerciais

O prefeito de Floriano, Joel Rodrigues; vice-prefeito, Antônio Reis, equipe de secretários e a Vigilância Sanitária, se reuniram, na manhã desta quinta-feira, 28, para discutir, ponto a ponto, as propostas de retomada das atividades comerciais.

O nível de liberação gradual do comércio levará em consideração os números do avanço do coronavírus em Floriano, o comportamento dos comerciantes, diante das últimas flexibilizações e cumprimento dos decretos e recomendações sanitárias e o nível de comprometimento da população, em relação ao isolamento social atual e o comportamento diante das regras de higiene e distanciamento social.

As medidas propostas, que contemplam algumas sugestões dos empresários, serão divulgadas após a apresentação ao Comitê Gestor de Crise.

"Precisamos do envolvimento de todos: população, empresários e Governo para construirmos esse restabelecimento gradual da economia, provando que somos capazes de cumprir as regras pensando sempre na saúde e na vida de todos", disse Joel Rodrigues.

Da Redação

[email protected]

Terminal Turístico será transformado em Centro de Especialidades Infantis

Foto: Prefeitura de Floriano

O prefeito de Floriano, Joel Rodrigues e o Secretário de Saúde, James Rodrigues, visitaram na manhã desta terça-feira, 26, o Terminal Turístico de Floriano. O objetivo da visita que foi acompanhada pelos Secretários de Cultura, Leonardo Batista e Desenvolvimento Econômico, Fabiano Araújo, foi avaliar a estrutura do prédio para a instalação do Centro de Especialidades Infantis, o CEI. 

A ideia do novo centro de saúde é realizar o maior número de atendimentos em especialidades médicas e multiprofissional em um mesmo lugar. “As equipes serão formadas por profissionais médicos como o neuropedriatra, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes social, nutricionistas e outras especialidades”, disse James Rodrigues. 

“Nossa equipe chegou à conclusão que um prédio com a importância histórica do Terminal turístico de Floriano não poderia ficar fechado. Então determinei os estudos para a implantação desse centro de saúde que vai ajudar inúmeras famílias. Para que as pessoas possam entender, apenas na rede municipal de educação nós temos mais de 700 crianças com algum tipo de deficiência”, disse o Joel Rodrigues. 

O projeto se baseia no Centro Especializado em Reabilitação (CER), instituído através da Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência do Ministério da Saúde e está voltada para a inclusão das pessoas com deficiência em toda a rede de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). “Vamos utilizar recursos do tesouro municipal para reformar o prédio, climatizar e dar condições necessárias para implantar um espaço que vai acolher pais e responsáveis de crianças e adolescentes com alguma tipo de deficiência física e intelectual”, disse Joel Rodrigues. 

Ampliação da UBS Elias Oka

O prefeito Joel Rodrigues e o secretário de saúde de Floriano, James Rodrigues também visitaram a Unidade Básica de Saúde Elias Oka/PAM. Os gestores anunciaram a ampliação do local que deve acontecer nos próximos meses ampliando a capacidade de atendimento e dando melhores condições estruturais e de segurança aos profissionais de saúde daquele posto.

Da Redação
[email protected]

Ministério Público e Secretaria de Saúde de Floriano visitam Tibério Nunes

Foto: Prefeitura de Floriano

Os representantes do ministério público, promotor Arimateia Dourado e o Secretário de Saúde de Floriano, James Rodrigues, foram recebidos pelos diretores do Hospital Regional Tibério Nunes, Davyd Basílio e o médico Justino Moreira na manhã desta quarta-feira, 20. 

A visita teve início pelas novas alas do Hospital Regional Tibério Nunes. São mais 20 novos leitos que serão entregues nos próximos dias à população. Além disso, foram visitados os setores de Equipamentos de Proteção Individual, Unidade de Terapia Intensiva e as novas alas para tratamento de pacientes confirmados com Covid-19 que totalizam, apenas para esse tipo de tratamento, 10 leitos. 

O Hospital Tibério Nunes instalou hoje um túnel de Descontaminação para os profissionais de saúde e pacientes que precisam utilizar as dependências do centro de saúde. Este mesmo dispositivo será instalado na Unidade Básica de Saúde Funasa, referência para síndromes gripais na Atenção Básica de Floriano. 

“O Hospital Tibério Nunes é nosso parceiro. Nada do que estamos fazendo aqui em Floriano e que se tornou referência nacional, não poderia ter sido feito se não tivéssemos essa integração com a direção do maior hospital do interior do Piauí”, disse James Rodrigues, Secretário de Saúde de Floriano. 

Por fim, à visita seguiu para as obras da rede de esgoto do HTN e a central onde será feita a lavagem e sanitização das ambulâncias.


Da Redação
[email protected]

Município de Floriano trata pacientes em fase inicial da COVID-19

A cidade de Floriano foi uma das primeiras no Brasil a ofertar na rede de Atenção Básica do município a cloroquina e azitromicina, medicação utilizada no tratamento da Covid-19. O protocolo tem chamado atenção da comunidade médica em todo o país, pois o que se tem observado é que o tratamento no estágio inicial da doença tem mais eficácia do que em casos mais graves. 

A decisão pela utilização desse método se deu através da troca de experiências entre a médica Marina Bucar, florianense radicada na Espanha que já tratou mais de 600 pacientes na Europa e o corpo médico de profissionais da Secretaria de Saúde e Hospital Regional Tibério Nunes. A médica Isadora Lira, da Atenção Básica de Floriano, acredita que o paciente precisa ser tratamento assim que é diagnosticado o vírus. “Nós podemos adaptar esse protocolo com outras medicações, mas por enquanto, é este que vem dado certo”, relatou. 

Segundo o Secretário de Saúde de Floriano, James Rodrigues, a preocupação das autoridades de segurança é garantir o tratamento já nos primeiros sintomas e assim barrar o agravamento da doença. “Com a medida, podemos diminuir muito o número de pessoas internadas nas UTIs do Tibério Nunes”, disse. 

A Secretaria de Saúde de Floriano adquiriu trezentos kits da medicação utilizada em fase inicial do tratamento da Covid-19 (cloroquina e azitromicina). Esse método foi dividido em duas fases, o primeiro é utilizado no tratamento de pacientes acometidos em fase inicial pela Covid-19. A medicação está disponível na Rede Municipal de Saúde, especificamente, na Unidade Básica de Saúde Funasa, referência para atendimento em casos de síndromes gripais.

Além da medicação, a Secretaria de Saúde de Floriano monitora os pacientes através de exames específicos, como eletrocardiograma, o que garante maior eficácia ao tratamento desenvolvido. No tratamento disponibilizado, ainda na Atenção Básica em Floriano, o paciente com dois dias de sintomas é submetido a medicação prescrita pelo médico responsável com duração de cinco dias. 

O parecer 01/2020 das Câmaras Técnicas de Infectologia e de Medicina Intensiva do Conselho Regional de Medicina do Piauí, diz que o profissional médico possui autonomia para prescrever a cloroquina ou hidroxicloroquina no tratamento da COVID-19, devendo o paciente ser informado dos riscos, efeitos adversos e precauções por meio da assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. “Os pacientes para os quais forem prescritas cloroquina ou hidroxicloroquina precisam ser monitorados”, diz a nota.

Segundo o médico Justino Moreira, Diretor Técnico do Hospital Regional Tibério Nunes, o tratamento na fase inicial da doença tem sido de fundamental importância para a melhora clinica dos pacientes submetidos à medicação. “Nos primeiros dias, o vírus circula no organismo e depende da resposta imunológica da pessoa. Na maioria dos casos, os anticorpos conseguem combater a doença. Mas em outras acontece um hiperinflamação, comprometendo os pulmões”, disse.  

Estudos realizados na Espanha – um dos países mais atingidos pela doença – apontaram que o pulmão é o órgão mais afetado pelo Covid-19, engrossando as paredes dos tecidos pulmonares, danificado e formando cicatrizes, o que endurece e prejudica a elasticidade do aparelho respiratório. A fibrose pulmonar também foi identificada em pacientes de todos os países onde a doença foi notificada. 

Se o paciente não evolui bem na primeira fase do tratamento, o que não aconteceu até agora, e apresenta sintomas moderados com alteração radiológica ele seguem para internação hospitalar. Neste estágio, os médicos costumam adotar a pulsoterapia com metilprednisolona na fase inflamatória. “Ainda é um número pequeno, mas animador. Considero um divisor de águas que se não puder ser incorporado aos protocolos oficiais nesse momento deveriam estar disponíveis na rede hospital do estado para que os médicos exerçam sua autonomia com o consentimento dos pacientes”, disse Justino Moreira.

Fonte: Ascom 

Floriano comemora primeiros casos recuperados de Covid-19

Foto: Ascom

A Secretaria de Saúde de Floriano registrou nesta quinta feira (07) os primeiros casos de pessoas recuperadas após contraírem o novo coronavírus e serem acompanhados por equipes de saúde da cidade. Um dos pacientes é  gerente da UBS Camilo Filho (UFPI). A paciente e o marido receberam alta como também  os filhos do casal que  foram considerados recuperados.

Os filhos e os pais permaneceram em isolamento  desde o dia 17 de abril e foram acompanhados por médicos  além de passarem por exames  que monitoraram a família. Nenhum deles teve internação hospitalar. 

Um outro caso de paciente do sexo masculino de Floriano também recebeu alta médica após negativar para o coronovírus. Os especialistas destacam que essas pessoas devem continuar a seguir os cuidados gerais de  higienização de mãos e  a utilização de máscaras. 

Em Floriano a Prefeitura  ampliou em mais 50 leitos clínicos a  parceria com o Hospital Tibério Nunes e clinicas particulares, além de realizar a desinfecção de  pontos de circulação de moradores, incentivar o uso obrigatório de máscaras, a suspensão de atividades comerciais não essnciais, além de promover  campanhas de isolamento social. 

João Bandeira
[email protected]

Sanitização do centro de Floriano pela prefeitura completa um mês

Foto: Ascom

A prefeitura de Floriano completou no último dia 2 de maio um mês do trabalho de sanitização dos espaços públicos da cidade.

A ação é realizada rotineiramente pela secretaria municipal de Saúde, através do Centro de Controle de Zoonoses, auxiliado pelo Corpo de Bombeiros.

A solução aplicada não prejudica o ser humano, é aprovada pela ANVISA e é usada para eliminar qualquer tipo de carga viral do Covid-19.

O trabalho é realizado diariamente nas regiões centrais da cidade, principalmente nas proximidades de supermercados, bancos, lotéricas e outros pontos. Nesta terça-feira (5) as equipes fizeram mais uma etapa de sanitização na região do Mercado Público Central e também no Posto Pontões, por onde passa uma das maiores movimentações de caminhões do Piauí.

A ação também é realizada nas Unidades Básicas de Saúde, em especial a FUNASA, cujo atendimento segue de 7h às 19h.

Segundo o secretário James Rodrigues, esta é apenas uma das medidas que vem sendo tomadas há mais de um mês em Floriano, no combate ao coronavírus.

Da Redação
[email protected]

Motorista desvia de buraco e mata ciclista na BR-230 em Floriano

Um ciclista morreu após ser atropelado na BR-230 por um carro de passeio, em Floriano. O acidente aconteceu por volta das 6h30 desta terça-feira (5), no km 304.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro era conduzido por um homem de 47 anos, que não saiu ileso do acidente. Na bicicleta estava um idoso de 64 anos que teve morte imediata.

A PRF informou que o veículo atropelou o ciclista no acostamento após desviar de um buraco na rodovia. 

O motorista foi encaminhado à Polícia Civil da cidade de Floriano e poderá responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Hérlon Moraes
[email protected]

Secretaria de Saúde de Floriano e HTN firmam parceria e ampliam leitos clínicos

Foto: ascom

O Secretário de Saúde de Floriano, James Rodrigues, assinou na manhã desta quinta-feira, 30, o termo de termo DE COOPERAÇÃO TÉCNICA entre o Hospital Regional Tibério Nunes e os centros de saúde privada Clinicor e Hospital João Paulo II. 

“O acordo de cooperação é o instrumento formal utilizado por entes públicos para se estabelecer um vínculo cooperativo ou de parceria entre si ou, ainda, com entidades privadas, que tenham interesse e condições recíprocas ou equivalentes, de modo a realizar um propósito comum, voltado ao interesse público”, diz o documento.

O termo que teve como testemunhas, o prefeito de Floriano, Joel Rodrigues e o promotor público Arimatea Dourado, tem por finalidade assegurar as condições financeiras, técnicas e estruturais para ampliação de leitos clínicos para atender os pacientes que necessitarem de internação hospitalar em decorrência do contágio de Sars-Cov 2 (coronavírus) no Município de Floriano-PI.

O Termo tem prazo de validade de 3 (três) meses, podendo ser prorrogado e compete à Secretaria Municipal de Saúde assegurar o aporte financeiro mensal no valor de R$ 175.000,00 (cento e setenta e cinco mil reais) pelo período de 03 (três) meses, sendo o valor diário do leito/dia estimado em R$ 233,33 (duzentos e trinta e três reais e trinta e três centavos), durante a vigência deste Termo de Cooperação Técnica para cada parceiro privado. O valor total é de 1.050.000,00 reais. 

Ao Hospital Regional Tibério Nunes compete fornecer todo o apoio técnico operacional, exceto hotelaria e limpeza, bem como receber e transportar os pacientes que serão internados junto ao estabelecimento hospitalar do parceiro privado. Além de dispor de equipe técnica para atendimento aos pacientes que serão transferidos para internação do Hospital Regional Tibério Nunes-HRTN para a hospital parceiro.  

Aos entendes privados, neste caso o Hospital João Paulo II e a Clinicor, ficam comprometidos a fornecer estrutura de 25 leitos clínicos cada (totalizando 50), através de estrutura com acomodação tipo enfermaria climatizada, bem como os insumos para tratamento dos pacientes durante a internação. Além de realizar os procedimentos segundo orientação médica e prestar sob a supervisão, coordenação e responsabilidade técnica do Hospital regional Tibério Nunes, assistência técnico-profissional e hospitalar, compreendendo todos os recursos para tratamento disponíveis necessários ao atendimento dos pacientes.

Da Redação
[email protected]

Posts anteriores