Cidadeverde.com

Altos abre hoje inscrições para pagamento de auxílio cultural; confira edital

A Prefeitura Municipal de Altos lançou edital de chamamento informando que estão abertas a partir de hoje (09), inscrições para pagamento de auxílio emergencial da Cultura. As inscrições irão até 24 de setembro para solicitação de recebimento do subsídio aos espaços artísticos e culturais de Altos.

Microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias estão também inclusas. O pagamento é referente à Lei Emergência de Cultura (nº 14.017 de 29 de junho de 2020), em decorrência da pandemia do coronavírus.

Os valores serão disponibilizados aos beneficiários da categoria Espaços e Grupos em pagamento de duas parcelas de R$ 2.104,87 totalizando o valor de R$ 4.209,74. Já os valores aos beneficiários da categoria de Fomento à Arte e à Cultura são duas parcelas de R$ 1.250,00 totalizando R$ 2.500,00. Ambos serão feitos por meio de transferência bancária em contas do Banco do Brasil.

Confira o edital na íntegra:

Edital Altos atualizado

Com informações- Ascom

No 7 de setembro, Maxwell destaca contribuição de Altos para a Independência

O prefeito de Altos, Maxwell da Mariínha, em discurso na manhã de hoje, em ato cívico de comemoração ao 7 de setembro, data em que se comemora a Independência do Brasil, destacou a contribuição que Altos deu em contexto nacional.

Ao discorrer sobre a história da Independência do Brasil e a importância do Piauí e de Altos no contexto da épica Batalha do Jenipapo emprestando o heroísmo de seus combatentes para o Brasil se ver livre da colonização de Portugal, o prefeito concluiu que “Temos no presente, o sangue dos heróis do passado. Por isso acreditamos e trabalhamos para um futuro grandioso e que honre a nossa história”.

Confira a íntegra do discurso:

“Altos: um passado heróico

A proclamação da Independência do Brasil, a 7 de setembro de 1822, declarada por Dom Pedro, às margens do Ipiranga, com o grito de “Independência ou morte”, não foi aceita pacificamente pelas tropas portuguesas nem pelas elites de portugal que ocupavam os mais altos cargos na Colônia instalada em nosso país. Foi o estopim para que fosse deflagrado resistência em várias capitanias para que o processo separatista entre Portugal e Brasil não se efetivasse.

Nesse meio tempo, o Piauí foi determinante para a independência do Brasil. Isso ocorreu porque os piauienses se colocaram, desde o início, contra os planos de ceder as regiões Norte e Grão Pará, que compreendem atualmente o Norte e Nordeste brasileiro, para Portugal, a fim de se instituir a Lusitânia portuguesa.

Os piauienses encontraram resistência da Coroa na pessoa do seu governador de Armas João José da Cunha Fidié a partir da insurreição de líderes na Vila da Parnaíba declarando adesão do Piauí à Independência no dia 19 de outubro de 1822. O movimento piauiense tomou fôlego em diversas cidades com adesões. Logo contrataram guerrilheiros vindos do Ceará, que já havia se declarado independente, Pernambuco e Bahia. Os insurgentes tiveram que aplicar uma elevada soma em recursos financeiros para contratação das forças de combate, mas mesmo com armas rupestres como foices, machados e enxadas contra artilharia de ponta com armas de pólvora os piauienses se saíram vitoriosos às margens do Rio Jenipapo, em Campo Maior, no longo duelo conhecido por Batalha do Jenipapo.

Segundo o historiador Bugyja Brito, no livro “A Independência do Piauí”, os piauienses foram responsáveis pela existência da nação brasileira. Somos um país de 8 milhões e meio de quilômetros quadrados graças aos feitos heroicos do Piauí nas datas de 19 de outubro (independência de São João da Parnaíba), 24 de janeiro (independência de Oeiras com a tomada da casa da pólvora) e 13 de março (com a batalha do Jenipapo).

Os altoenses, em consequência, tiveram grande participação nos feitos heroicos do princípio do século XIX. As informações são desvendadas pelo historiador e jornalista altoense Toni Rodrigues em seu livro “Sobre Mercenários e Libertadores”. Ele conta que, na época, o território de Altos era uma fazenda e sua jurisdição pertencia à freguesia de Campo Maior. O jovem tenente Domingos de Paiva Dias, filho do fazendeiro João de Paiva, foi encarregado de recrutar combatentes para a histórica batalha de 13 de março. E o fez na vasta região entre Campo Maior e a Barra do Poti, hoje a cidade de Teresina, compreendendo sesmaria que daria origem ao nosso município de Altos.

O fato é que Altos emprestou a coragem de seus homens há 198 anos escrevendo um primoroso capítulo da história nacional dando sua importante contribuição quando se completam 199 anos desde a Independência do Brasil.

Temos no presente, o sangue dos heróis do passado. Por isso acreditamos e trabalhamos para um futuro grandioso e que honre a nossa história”.

Com informações - Ascom

Cartão Emergencial é entregue à famílias carentes em Altos

A Prefeitura de Altos através da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social e Cidadania realizou, hoje (08), entrega de cartões Sasc Emergencial para famílias altoenses em situação de extrema pobreza.

A solenidade ocorreu no auditório da Biblioteca Municipal João Bastos, com a entrega de 7 cartões. Cada cartão contém o valor de R$ 200,00 para um período de dois meses. Esta é uma parceria com a Secretaria Estadual de Assistencial Social e Cidadania.

Participaram do evento o prefeito Maxwell da Mariínha; a secretária do Desenvolvimento Social, Mariínha Pires; o vice-prefeito Cláudio Pereira; a secretária de Saúde, Dra. Maria Teresa; e o vereador do município Miguel Ângelo.

“Que a gente possa tá discutindo o desenvolvimento que possa alcançar as famílias que mais necessitam. Dona Mariínha sabe acolher e tem uma sensibilidade fora do normal. Ela dá uma direção para essa pasta”, falou o prefeito Maxwell enaltecendo o trabalho da secretária Mariínha Pires.

A secretária Mariínha Pires lembrou que o trabalho de atenção à famílias carentes se deve à preocupação da gestão. “Não vou cansar de correr atrás de auxílios que amparem as famílias altoenses. Sabemos que existem muitas famílias desempregadas e necessitadas, mas esperamos que essa realidade mude com a gestão do prefeito Maxwell que criará mais oportunidades”, enfatizou a secretária.

Com informações - Ascom

Maxwell comemora religação do poço da Tranqueira

O prefeito Maxwell da Mariínha foi hoje (03) ao bairro Tranqueira conferir de perto a ligação do poço tubular que atende mais de 200 famílias que vivem na comunidade. A religação foi disputada judicialmente entre a Prefeitura de Altos e a empresa Equatorial de energia elétrica.

Após várias tentativas da prefeitura e recusas da Equatorial em fazer a religação do poço que abastece de água a comunidade da Tranqueira, a juíza Andréia Lobão Parente Veras, titular da Vara Única da Comarca de Altos, deferiu ontem (02) liminar com tutela de urgência obrigando a empresa Equatorial a religar a energia por considerar a suspensão do serviço essencial uma flagrante ilegalidade. 

“Depois de muita luta conseguimos judicialmente o direito à água, o bem mais preciso da vida, para mais de duzentas famílias do bairro Tranqueira. Nossa preocupação é com o bem-estar dos altoenses”, comentou emocionado o prefeito Maxwell da Mariínha acompanhado dos vereadores Fabíola, Uverlânio Filho, Gerson Fernandes e Andrea Amaral.

Com informações- Ascom

Vereadores de oposição se recusam a aceitar projeto de voto aberto dentro da Câmara em Altos

Parlamentares de base da atual gestão pertencente ao Prefeito Maxwell da Mariinha, apresentou nesta sexta-feira (03) à presidência da Câmara de Vereadores, um projeto no qual, dentre as propostas impostas, é acabar com o voto secreto para a Mesa Diretora.

Para os vereadores que apresentaram este projeto, a ideia tem o objetivo de tornar os atos públicos transparentes, justo e ético,  além de contribuir, de forma mais eficaz, com o fortalecimento do processo democrático. Mas os vereadores de oposição, se recusaram a aceitar o projeto, sob a argumentação de que o voto ainda é secreto na Câmara dos Deputados para a Mesa Diretora.

O projeto foi recebido pela Presidente da Câmara, Regina Catarino que faz parte da oposição. Agora, os parlamentares esperam que Regina possa homologar a lei e tornar vigente dentro da Câmara Municipal, atendendo as expectativas de mais transparência no âmbito legislativo.

Em vários municípios do Piauí essa lei do voto aberto já é vigente, onde a implementação desta lei, irá fortalecer a Constituição Federal e impedir que políticos envolvidos em corrupção ou que possuam condutas imorais, sejam eleitos presidentes de tais casas legislativas.

O Ministério Público já se manifestou contrariamente à votações secretas em meio de atividades das Câmaras Municipais, orientando a abertura do votação entre os parlamentares.

O Projeto de Resolução foi assinado pelos vereadores: Andrea Amaral, Fabíola Santos, Uverlânio Filho, Hélio Inácio, Gerson Fernandes, Miguel Ângelo, Natan dos Projetos, e Juniel Pinheiro.

E os parlamentares que foram contra são: Zé Ernandi, Adaildo do Pancadão e Jaifran Ximendes.

Fonte: campomaioremfoco 

 

Agricultura quer adotar Negócio Certo Rural para Altos

Na última quinta-feira (02), o secretário de Agricultura do município de Altos, Paulo Pires, foi convidado a participar de aula inaugural do curso Negócio Certo Rural no povoado São João, em Timon, a convite da prefeita daquele município Dinair Veloso.

O objetivo do  curso é trabalhar a propriedade rural como negócio e transforma-la em empresa visando a sua sustentabilidade dentro do mercado. 

O curso está sendo realizado por meio do Sebrae e o SENAR, por meio da Secretaria de Agricultura de Timon, e o secretário Paulo Pires pretende trazer o curso para Altos através da Secretaria de Agricultura do município. “Conversei com o pessoal do Sebrae e do Senar, e queremos levar esse curso para Altos, pois com ele conseguiremos dar um maior apoio ao homem do campo e fortalecer nossa agricultura familiar” disse o secretário de Agricultura Paulo Pires.

Com informções - Ascom

Prefeitura de Altos ganha causa e Equatorial é obrigada a ligar poço do Bairro Tranqueira

Após vários dias sofrendo pelo não fornecimento de abastecimento de água por recusa da empresa Equatorial Piauí em religar a energia do poço tubular localizado na Rua Santa Luzia, que atende aproximadamente 200 casas situadas no Bairro Tranqueira, a Prefeitura Municipal de Altos ganha causa de ação de obrigação de fazer em face da empresa que contestava débito milionário de R$ 18.682.502,44 deixado pela gestão da ex-prefeita Patrícia Leal.

A medida liminar concedida pela juíza de Direito, Andrea Parente Lobão Veras, da Vara Única da Comarca de Altos, determina nesta data (2 de setembro) a ligação do fornecimento de energia do poço tubular que abastece o Bairro Tranqueira no prazo máximo de 5 (cinco dias), sob pena de a empresa Equatorial arcar com pagamento de multa diária no valor de R$ 1.000,00. Requer também da Equatorial que não se recuse a fazer ligações de fontes de abastecimento de água e outros serviços essenciais pertencentes ao município de Altos, sob pena de aplicação das mesmas cominações legais.

O município de Altos comprova que se encontra em dia com suas obrigações e que débitos cobrados remontam a gestões passadas (não inclusos nos últimos 90 dias), e que mesmo assim teve o serviço essencial do fornecimento de água suspenso pela Equatorial.

Parte da decisão diz que “dessa forma, o Poder Judiciário tem repudiado a suspensão do fornecimento de energia elétrica a hospitais, pronto-socorros, escolas, creches, fontes de abastecimento d’água, serviços de segurança pública e iluminação pública etc. [...] A concessionária fornecedora de energia elétrica dispõe dos meios judiciais cabíveis para buscar o ressarcimento dos débitos em atraso, de responsabilidade do Município, não sendo possível o corte de energia como forma de obrigar ao pagamento desses valores”.

Com a prevalência do interesse público sobre o econômico da concessionária de energia Equaotiral ficou configurado os requisitos autorizadores da medida de urgência condecida à Prefeitura de Altos. A empresa Equatorial tem 15 dias para contestação sob pena de revelia.

No despacho, a juíza Andrea Lobão conclui. “Por este documento, fica o Oficial de Justiça que o portar autorizado a requisitar força policial para o cumprimento da diligência nele determinada”.

Confira abaixo a decisão:

Decisão Altos

Fonte: Assessoria de Comunicação - Altos

Homem é preso pela PRF com veículo clonado na BR 343

Foto: PRF-PI

Policiais Rodoviários Federais prenderam na tarde de ontem (31) um homem de 37 anos acusado dos crimes de Receptação e Uso de Documento Falso. A ação aconteceu na BR 343 na cidade de Altos.

Durante fiscalização de rotina, os policiais abordaram o veículo FIAT/UNO VIVACE 1.0 que encontrava-se estacionado às margens da rodovia. Ao fazerem as devidas identificações no veículo, foi detectado que o bem possuía seus elementos de identificação adulterados. Foi possível identificar o veículo original, o qual possuí registro de roubo na data de 29/09/2012, na cidade de Brasília/DF.

O proprietário apresentou à fiscalização um documento do veículo (CRLV) adulterado. Ele alegou ter comprado o carro de um terceiro.

Diante desse cenário, os policiais encaminharam o veículo, o documento e o homem até à Policia Federal de Teresina para a adoção dos procedimentos legais. Ele responderá pelo crime de Receptação e Uso de Documento Falso.

Da Redação
[email protected]

Maxwell participa de aplicação do SAEPI na escola Mãe Ciana

Foto: ascom

O prefeito Maxwell da Mariínha participou, hoje (31), com a secretária de Educação Sônia Lira, de apliacação de provas do Sistema de Avaliação Educacional do Piauí – o SAEPI, realizado pela Secretaria Municipal de Educação de Altos, na Unidade Escolar Mãe Ciana, no bairro Ciana, para alunos do 2º ano do ensino fundamental.

Ao todo, 16 escolas de Altos e quase dois mil alunos do 2º, 5º e 9º ano da zona rural e urbana serão submetidos ao exame. As primeiras provas foram realizadas ontem (30) por alunos do 2º ano do ensino fundamental, na Unidade Escolar Alberto Silva, no bairro Bacurizeiro. O prefeito Maxwell conferiu de perto as provas juntamente com a secretária de Educação, professora Sônia Lira.

O SAEPI é uma avaliação educacional externa em larga escala que produz informação para monitoramento da educação ofertada nas escolas do Piauí.

João Bandeira
com informações ascom

Maxwell participa de aplicação do SAEPI em Altos

O prefeito Maxwell da Mariínha acompanhou na manhã de hoje (30), de aplicação do Sistema de Avaliação Educacional do Piauí – o SAEPI, realizado pela Secretaria Municipal de Educação de Altos. Ao todo, 16 escolas de Altos e quase dois mil alunos do 2º, 5º e 9º ano da zona rural e urbana serão submetidos ao exame. 

As primeiras provas foram destinadas a alunos do 2º ano do ensino fundamental, na Unidade Escolar Alberto Silva, no bairro Bacurizeiro. O prefeito Maxwell conferiu de perto as provas juntamente com a secretária de Educação, professora Sônia Lira. “Meu pai me dizia que alguém só se torna grande com o seu conhecimento, é isso o que temos a proporcionar hoje para essas crianças. Acreditamos que daqui sairão engenheiros, médicos, advogados e muitos profissionais que contribuirão com o engrandecimento da nossa cidade”, falou emocionado o prefeito Maxwell da Mariínha.

O SAEPI é uma avaliação educacional externa em larga escala que produz informação para monitoramento da educação ofertada nas escolas do Piauí.

Além do prefeito Maxwell da Mariínha e da secretária de Educação Sônia Lira, estiveram na aplicação do exame a coordenadora pedagógica Sheila Simeão e a diretora da escola Alberto Silva, Marilúcia Santos. Professoras da rede conduziram os alunos para as salas afim de prestar o exame. Todas as medidas e protocolos de segurança contra o coronavírus foram adotados.

com informações - Ascom

Posts anteriores