Cidadeverde.com

Audiência de instrução de dentista é realizada por carta precatória em Teresina

A Justiça de São Raimundo Nonato (517 km de Teresina) decidiu não contar com a Secretaria de Justiça para fazer o recambiamento da dentista Delzuíte Macedo, que deveria participar nesta quinta-feira(14), de uma audiência de instrução e julgamento em que é acusada de racismo. Ela está presa na penitenciária feminina na capital. 

Ela deveria ter comparecido na audiência realizada no dia 27 de fevereiro, mas não foi por falta de viatura da Sejus, fato informado somente no dia do julgamento, ao juiz Mário Soares de Alencar, que na oportunidade ouviu as testemunhas, mas faltou a oitiva da ré. 

Para não correr o mesmo risco, o magistrado então enviou no dia 1º março uma carta precatória para a Comarca de Teresina para que a dentista fosse ouvida na capital. A audiência de instrução e julgamento ocorreu nesta terça(13), na 10ª Vara Criminal. 

O juiz Antônio Lopes foi o responsável por fazer o interrogatório que foi gravado em áudio e vídeo e encaminhado à 1ª Vara Criminal de São Raimundo Nonato. O juiz confirmou, mas informou que não poderia comentar o conteúdo. 

Em contato com São Raimundo, a secretaria da Vara declarou que havia recebido ainda o depoimento colhido. 

Delzuíte é acusada de racismo contra Thaiane Ribeiro Neves e sua família. Além de Thaiane duas testemunhas de acusação e uma de defesa foram ouvidas na primeira audiência que durou cerca de três horas.


Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com

Dentista acusada de racismo falta audiência por Sejus não ter veículo

Atualizada às 17h54

Uma audiência de instrução e julgamento contra a dentista Delzuíte Ribeiro de Macedo, acusada de racismo, foi realizada na tarde desta quarta-feira(27) na 1ª Vara Criminal de São Raimundo Nonato (a 500 km de Teresina), sem a presença da ré. 

Um ofício enviado pela Secretaria de Justiça do Piauí justificou a ausência de Delzuíte, presa na penitenciária feminina de Teresina, que teria sido "por falta de veículos e de pessoal" para fazer o translado até São Raimundo. 

Mesmo sem a ré, aproveitando que vítima e as testemunhas compareceram, o juiz Mário Soares de Alencar ouviu os depoimentos e remarcou o interrogatório da acusada para o dia 14 de março.

O caso é referente ao crime de racismo contra Thaiane Ribeiro Neves e sua família. Além de Thaiane duas testemunhas de acusação e uma de defesa foram ouvidas ontem, em uma audiência que durou cerca de três horas. 

O juiz Mário Alencar também manteve a prisão preventiva de Delzuíte, que foi presa no último dia 07 de fevereiro após descumprir medidas determinadas na liberdade provisória. 

Em nota, a Diretoria de Administração Penitenciária (Duap) informou que a condução não foi realizada por motivos logísticos. 

"Apenas nesta quinta (28) foram realizadas 52 escoltas para audiências sendo duas de alto risco, o que ocupou boa parte do efetivo disponível. Por se tratar de uma interna do sexo feminino, a logística de transporte exige especificidades do efetivo, considerando que apenas três cidades do Piauí possuem vagas femininas. A Duap ainda garante a cumpre regularmente o cronograma de audiências, sendo apenas 2% o índice anual de não apresentação de presos em audiências agendadas e reforça que na próxima oportunidade será dada total prioridade a esta situação"


Caroline Oliveira 
carolineoliveira@cidadeverde.com

Ciclista denuncia tentativa de estupro em São Raimundo Nonato

Foto: Reprodução/ Instagram Andressa Coelho

A ciclista e fisioterapeuta Andressa Coelho sofreu uma tentativa de estupro no último domingo (10) enquanto andava de bicicleta próximo ao trecho entre os monumentos do Tatu e da Seriema, no anel viário do município de São Raimundo Nonato, a 517 km de Teresina. Em uma publicação nas suas redes sociais, Andressa diz que quase foi estuprada e que foi vítima de um “possível psicopata”. 

A titular da Delegacia de São Raimundo Nonato, delegada Cíntia Verena, confirmou as informações ao Cidadeverde.com nesta terça-feira (12) e disse que Andressa, que mora na cidade, registrou um boletim de ocorrência. De acordo com a delegada, Andressa disse que estava voltando de uma pedalada com um grupo, que se dispersou, e ela acabou seguindo sozinha no final da tarde para casa.

“Então, não tinha muita gente por esse local onde ela estava passando e um homem em uma moto, na hora que ela passou, ficou mostrando as partes íntimas para ela e a chamando para ter relações sexuais. Como ela pedala bem rápido, ela disse que conseguiu se distanciar dele bem rápido”, contou a delegada. 

A delegada informou também que Andressa relatou que o homem era branco, de olhos claros e que usava um boné vermelho. “Ela contou que ele ainda a seguiu, mas que deve ter percebido que tinha pessoas logo a frente e acabou se evadindo”. 

Cintia Verena disse que as investigações estão em curso, mas que até agora, nenhum suspeito foi identificado. 

Mobilização 

Nesta terça-feira (12), Andressa fez outra postagem convidando as pessoas a participarem de uma caminhada e uma roda de conversa Unidas Contra a Cultura do Estupro, a ser realizada no dia 15 de fevereiro, na Praça do Abrigo.

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Dentista acusada de racismo é presa novamente após novas ameaças

A dentista Delzuíte Ribeiro de Macedo foi presa novamente nesta quinta(07) em cumprimento a um mandado de prisão preventiva do juiz Carlos Alberto Bezerra Chagas, da comarca de São Raimundo Nonato (a 500 km de Teresina). Ela é acusada de racismo e já foi presa pelo crime, mas continuaria praticando, após conseguir responder o processo em liberdade. 

Na decisão, o magistrado manda que Delzuíte seja presa, porque ela continua realizando "ameaças contra a vítima e seus familiares quando já tinha conhecimento da decisão judicial que aplicou as suso referidas medidas", justifica no mandado. 

O juiz determina ainda que ela seja imediatamente transferida para a Penitenciária Feminina de Teresina. Ela deve ser recambiada ainda nesta quinta(07).

A dentista foi presa em São Raimundo Nonato, numa operação desenvolvida pela Delegacia Regional de São Raimundo Nonato, Delegacia de Canto do Buriti, Núcleo de Inteligência da SSP e Gerência de Polícia Especializada. 

"A liberdade concedida tinha algumas restrições como não manter contato com as vítimas, mas houve a informação de que ela continuava mandando mensagens ameaçadoras para as vítimas. Ela também não estava sendo encontrada para ser citada, em razão disso, o poder judiciário decretou novamente a prisão, que hoje a Polícia Civil conseguiu cumprir esse mandado e ela está sendo trazida para Teresina. A previsão de chegada é hoje à noite", informou o delegado geral Luccy Keiko, que revelou ainda que há novos antecedentes no estado de São Paulo.


Caroline Oliveira
Com informações da Polícia Civil do Piauí
carolineoliveira@cidadeverde.com

Idosa é vítima de feminicídio no Sul do Estado; marido é suspeito

Foto: Divulgação/Polícia Militar

Uma mulher identificada como Rita de Sousa, 62 anos, foi morta a facadas na tarde dessa quarta-feira (23) na cidade de São Raimundo Nonato, no Sul do Piauí. O suspeito de praticar o crime é marido da vítima. 

O crime aconteceu na casa onde o casal morava, localizada na Vila Cruzeiro. Segundo informações preliminares do delegado Hebert Hugo, Rita e o marido tiveram uma discussão e em seguida ela foi esfaqueada. A Polícia Civil considera o caso como feminicídio. 

O delegado disse ao Cidadeverde.com ainda não sabe qual teria sido a motivação da briga.  As informações iniciais são de que o casal mantinha um histórico de discussões. 

Após ser esfaqueada, a idosa ainda foi socorrida, mas morreu no hospital. 

Ainda ontem a Polícia Civil realizou buscas por São Raimundo Nonato, mas não localizou o suspeito do crime. 


Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Concurso de Fotografia incentiva "imortalização" ao invés da caça


Foto de um concorrente publicada no Facebook do Concurso

O Concurso Caçadores de Fotografia foi uma forma encontrada pela direção do Parque Nacional Serra da Capivara para promover um maior envolvimento com as comunidades da região. Essa é uma das metas da nova gestão, a fim de garantir uma administração mais participativa e colaborativa. As inscrições já estão abertas e resultado será no dia 12 de fevereiro.

A chefe do Parque, Marrian Rodrigues, informou nesta quarta-feira (9), que o concurso quer, acima de tudo, fortalecer a cultura da preservação animal e do meio ambiente. “O slogan do Concurso é; ‘Não mate, imortalize’, e é voltado para a participação de ex-caçadores, justamente para trazer uma maior conscientização sobre a importância de inversão de prioridades, para que ao invés de as pessoas realizarem a caça, elas tirem fotos, e ao invés de matarem animais, por exemplo, guardem na memória a figura daqueles animais imortalizando-os em fotografias”, explicou.

Ela complementou: “A gente quer instigar pessoas como ex-caçadores, já que a caça predatória já nem é mais permitida, a trocar a espingarda pela máquina fotográfica. Nessa ótica, a ideia é transformar ex-caçadores em protetores da vida". 

Para ela, a iniciativa tornará a gestão mais colaborativa e participativa. “É uma maneira de alertar para que todos sejam guardiões do Parque, que possam ser parceiros e ambientalistas”.

Veja todas as instruções para participar:

(publicado na página Caçadores de Fotografias - PARNA Serra da Capivara )

NÃO MATE; IMORTALIZE!

Concurso de Fotografia 2019.
Realização: PARNA Serra da Capivara/ICMBio e NAZARETH ECO

1. APRESENTAÇÃO
Ao fotografar um pássaro, um mamífero, um inseto, você estará dando a ele a possibilidade de permanecer vivo na memória de todos; morto, ele não estará mais nem na memória de quem o matou. Portanto, troque a espingarda por uma máquina fotográfica e contribua com a preservação do meio ambiente.

2. OBJETIVO
O concurso visa incentivar ex-caçadores da comunidade do entorno do Parque Nacional Serra da Capivara, invertendo as prioridades: eternizar os animais e valorizar as belezas arqueológicas em fotografias, em vez de contribuir com a sua extinção ou depredação e consequentemente com o desequilíbrio do ecossistema.

3. REGULAMENTO
O concurso é para ex-caçadores do entorno do PARNA Serra da Capivara. É proibida a participação de fotógrafos profissionais; comerciantes e pessoas com renda acima de um salário mínimo. 
3.1 Como Participar:
O participante deverá se inscrever na sede do ICMBio em São Raimundo Nonato ou nas principais guaritas de entrada do Parque: BPF; BR 020; Serra Branca ou Serra Vermelha.

3.2. Inscrição
08 de janeiro a 28 de fevereiro de 2019. A data limite para envio das fotografias vai até 28 de fevereiro. 
Após o cadastro/inscrição o participante terá até a data limite (28 de fevereiro-2019) para enviar as fotos digitais para a página do Facebook: Página: @parnaserradacapivara.icmbio ou Caçadores de Fotografias – PARNA Serra da Capivara.
Telefone para contato: 89 3582 -2085
E-mail para contato: parnaserradacapivara@icmbio.gov.br
3.2.1 Documentos necessários: Cópia do RG e CPF; comprovante de endereço; cópia do Cartão Cidadão (Quando tiver).

3.3 Regras
* A fotografia (apenas 1 por participante) que irá concorrer, deve ser tirada dentro da área do Parque e entorno (São Raimundo Nonato, Coronel José Dias, João Costa e Brejo do Piauí), observando os prazos de captura (não serão avaliados fotografias tiradas em datas fora do prazo estipulado neste edital). 
* Os participantes podem utilizar máquinas fotografias e/ou celulares para fotografar. 
* Podem participar pessoas acima de 18 anos.
* O participante deverá indicar a localização da fotografia.

3.4 Processo de Seleção
As fotos com os perfis dos participantes serão publicadas na página do concurso no facebook e o público irá votar. As fotos com mais cliques ganharão o concurso. 
Resultado do concurso: 15 dias após o encerramento das postagens das fotos.
3.5 Premiação

CATEGORIA PRÊMIO
1º Lugar 01máquina fotográfica profissional 
2º Lugar R$ 200,00
3º Lugar R$ 100,00
* Ao final do concurso todos os participantes ganharão uma visita guiada ao Parque Nacional Serra da Capivara.

QUATRO COMPROMISSOS
Todos os participantes deverão assinar um termo de responsabilidade, assumindo o compromisso de trabalhar em prol da proteção do meio ambiente. E uma vez por ano participar de ações de sensibilização e Educação Ambiental nas comunidades do entorno, acompanhados da equipe do PARNA Serra da Capivara/ICMBio.

MARIAN HELEN DA SILVA GOMES RODRIGUES
Chefe do PARNA Serra da Capivara

 


Foto de um concorrente publicada no Facebook do Concurso

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

 

Serra da Capivara: nova chefe focará em aprovação do plano de manejo

Foto: Reprodução/ Instagram Marrian Rodrigues

A doutora em Arqueologia, Marrian Rodrigues, foi nomeada recentemente como chefe do Parque Nacional Serra da Capivara, através da cogestão com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Ela contou ao Cidadeverde.com que a administração está em processo de transição e que uma das prioridades é a aprovação do plano de manejo do Parque.  

“Na verdade temos várias frentes de trabalho a desenvolver, mas sempre pautados na missão de preservação e conservação ambiental e na sustentabilidade. Por exemplo, precisamos avançar - e é uma das nossas metas da gestão - quanto a aprovação do plano de manejo, que está em fase de construção e é o principal projeto de um parque, que inclui zoneamento fundiário, proteção e preservação da fauna e flora, educação ambiental. A gente pode dizer que ele é um cérebro de uma unidade e que a partir dele é que se delineiam todas as ações”, destacou sobre o trabalho a ser desenvolvido.

Marrian acrescentou que tomou posse no início de dezembro, mas que agora no início do ano, o trabalho está começando a ser intensificado.

A nova chefe também ressaltou que a coordenação do Parque vai agir “fortemente para promover o envolvimento com as comunidades do entorno da Serra a fim de garantir uma gestão mais colaborativa e com maior participação dos moradores das comunidades próximas".

 

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Niède diz que está “exausta” e Museu da Natureza é última missão no Piauí

  • rtyryy.jpg André Pessoa
  • rtettt.jpg André Pessoa
  • olkfçasdfj.jpg André Pessoa
  • kswefjpweifj.jpg André Pessoa
  • kjhvkghv.jpg André Pessoa
  • ergergg.jpg André Pessoa

A arqueóloga Niède Guidon afirmou ao Cidadeverde.com que a inauguração do Museu da Natureza na próxima semana é a realização de muitos sonhos de sua vida e também a sua última missão no Estado do Piauí. Em entrevista, a pesquisadora fez um desabafo sobre a exaustão do trabalho e garante que após a abertura do espaço retornará para a França. Mesmo aposentada, Niède, hoje com 86 anos, não abandona seus projetos e com a saúde debilitada, ela afirma que não há mais possibilidades de continuar vivendo no Piauí.

"A minha última função aqui é o Museu da Natureza. É a realização de muitos sonhos porque a vida é isso. Temos coleções muito importantes de fósseis e é isso que a gente queria mostrar ao público. Tudo o que foi feito nesses anos de pesquisa.  Não há mais motivos para permanecer. É natural, eu tenho 86 anos e atualmente eu tenho problemas de saúde. Até para ir a São Paulo é difícil, a viagem é horrível. É difícil ficar aqui, mas a Fundação continua e temos membros aqui para continuar o trabalho", afirmou a pesquisadora.

Foto: Yala Sena / Cidadeverde.com

A arqueóloga faz questão de ressaltar o cansaço com o trabalho e demonstra profunda insatisfação ao falar sobre a demora para a execução de projetos como este no Estado. "Para falar a realidade eu estou exausta com tanto trabalho, mas isso era necessário. A gente conseguiu uma coisa muito difícil porque foi um projeto que demorou muito para poder começar a ser feito por conta de burocracia, mas finalmente conseguimos", completou.

O museu

A nova atração será aberta ao público a partir de quarta-feira (19). Com a ajuda de fósseis e simuladores de realidade virtual. O espaço vai mostrar, em 12 salas, a história da formação geológica dessa área, com chapadas e sítios arqueológicos.

As salas estão divididas em "Início da Matéria",  "Tectônica de Placas", "Água",  "Suco de Dinossauros",  "Gelo Infinito",  "A Primeira Transformação",  "Desfile Animal",  "Animais  Pintados", "Caatinga",  "Voo Livre",  "Animais Noturnos" e "A Próxima Mudança".

Foto: Divulgação

A exposição busca também explicar as mudanças climáticas que afetaram o planeta ao longo do tempo. O museu ocupa um espaço de 1.700 metros quadrados em um prédio com formato circular, desenhado pela arquiteta Elizabete Buco. 

O museu está localizado nas redondezas do parque nacional, em Coronel José Dias. Ele funcionará de quarta a segunda, das 13h às 19h, com entrada inteira a R$ 30. Mais informações no site da fundação (fumdham.org.br).

Rayldo Pereira 
rayldopereira@cidadeverde.com

Prefeita convida para inauguração do Museu da Natureza

O Museu da Natureza será inaugurado na próxima terça-feira (18) no Parque Nacional da Serra da Capivara. A prefeita do município de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro fez o convite oficial a população durante entrevista ao Jornal do Piauí desta terça-feira (11).

Segundo ela, atualmente o município serve como ponto de concentração de turistas e pesquisadores de todo o mundo que vem até o Piauí para conhecer a região.

"O nosso município é mãe e a porta de entrada para a Serra da Capivara. O mundo conheceu primeiro e deu importância primeiro a essa região que o nosso Estado só tem dado valor a pouco tempo", completa a prefeita.

O complexo oferecerá aos visitantes uma imersão pela história natural da região, partindo desde o início da vida tal qual a conhecemos ao surgimento da nossa espécie e a influência do ser humano no clima, especialmente em um período de constantes mudanças climáticas.

O visitante poderá percorrer 12 salas que conterão informações sobre o surgimento do universo, o nascimento do Sol e o Sistema Solar, do nosso planeta, além do desenvolvimento da vida, iniciado há 3,5 bilhões de anos, passando pelas eras triássicas, jurássicas e cretáceas, até os animais da megafauna. Todos os setores focados na interatividade para os visitantes.


Projeto do Museu da Natureza

Educação

A prefeita aproveitou a ocasião para falar sobre investimentos na Educação municipal como capacitação de professores e melhoria nas escolas. "Queremos que São Raimundo Nonato volte a ser o padrão seguido nas escolas de toda a região Sul estamos construindo isso", pontua a prefeita.

Saúde

Carmelita Castro pontuou ainda investimento na saúde como a descentralização dos atendimentos de urgência com a construção de postos de saúde e entrega de ambulância.

O museu Museu da Natureza oferece uma visão panorâmica dos paredões da Serra da Capivara e ficará aberto de quarta a domingo - das 13h as 19h.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Museu da Natureza será inaugurado dia 18 de dezembro

No próximo dia 18 de dezembro, o Parque Nacional da Serra da Capivara ganhará mais um atrativo de peso. Será inaugurado o magnífico Museu da Natureza. A área, que abriga a maior concentração de sítios pré-históricos do país, receberá um complexo cultural inédito no Piauí, propondo aos visitantes e entusiastas do meio ambiente e cultura uma grande imersão pela história natural da região, partindo desde o início da vida tal qual a conhecemos ao surgimento da nossa espécie e a influência do ser humano no clima, especialmente em um período de constantes mudanças climáticas.

Toda essa imersão do público no Museu da Natureza será feito junto às mais sofisticadas tecnologias interativas – alguns especialistas já o colocam no rol de “super museus”. O conceito por trás do projeto é bastante ousado: abranger, sob um ponto de vista cosmológico, todas as eras vividas por nossos ancestrais, focando naqueles que viveram na região, entre outras atrações.

O visitante poderá percorrer 12 salas que conterão ricas informações sobre o surgimento do universo, o nascimento do Sol e o Sistema Solar, do nosso planeta, além do desenvolvimento da vida, iniciado há 3,5 bilhões de anos, passando pelas eras triássicas, jurássicas e cretáceas, até os animais da megafauna.

Grande parte das descobertas da equipe de Niéde Guidon durante 40 anos de pesquisas multidisciplinares na região do Parque Nacional da Serra da Capivara serão destaques com fósseis em vitrines, fotos e vídeos. Ao final da excursão, os visitantes ainda terão uma surpresa especial, com a exibição de um filme que acompanha uma jornada de toda a existência da Terra, narrado por Maria Bethânia, que levanta a reflexão sobre nossa própria participação na manutenção da vida do nosso planeta. Na saída do museu, uma réplica de uma preguiça-gigante vai deixar todos os visitantes impressionados com a megafauna que habitou esse pedaço do Piauí milênios atrás.

Fonte: portalsrn 

Posts anteriores