Cidadeverde.com

Apicultores de Campo Maior apresentam estratégias para sucesso do mel

Após sucesso com a alta na comercialização do mel em mercados externos, a Associação dos Apicultores de Campo Maior (Apicam) recebeu a visita do grupo gestor do projeto dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedet) e do grupo técnico formado pelas Secretarias do Planejamento do Estado do Piauí (Seplan) e da Assistência Social e Cidadania (Sasc).

O mel teve uma expansão de vendas após a associação ser contemplada pelos  APLs, projeto coordenado Sedet com a proposta de gerar desenvolvimento das comunidades organizadas por meio de associações e cooperativas. Para acompanhar o trabalho que trouxe resultados satisfatórios, o grupo gestor e técnico resolveu conhecer in loco a ação desenvolvida pelos apicultores. Para isso, a associação realizou uma apresentação sobre o projeto e os resultados alcançados pelos associados. Na oportunidade, os membros da Apicam discursaram sobre suas dificuldades e melhorias, como também manifestaram sua alegria pela visita da equipe.

“A Associação, que antes era insignificante, hoje cresceu bastante após ser beneficiada pelos APLs. Cresceu o número de associados, que passou de 29 para 90, aumentou a quantidade produzida mensalmente, que ates era de 2,2 e agora são 5 toneladas, com produtividade anual de 60 toneladas. A renda mensal do projeto, que antes era de R$ 13 mil, passou para R$ 55 mil reais”, expôs o projetista contratado da Associação, Antônio Carlos.

“Temos ainda muito potencial. O mel é o segundo produto na exportação do município e o terceiro no estado. E lá fora, na Alemanha, por exemplo, temos compradores que consideram o nosso mel com um dos melhores do mundo, especialmente pela baixa umidade, ausência de agrotóxicos e pelas boas práticas na colheita. Assim, esperamos que essa atividade continue crescendo, não só para produzir um alimento de altíssima qualidade, mas para dar melhores condições de vida ao sertanejo, que a cada 40 colmeias passam a ter seu salário mínimo garantido por mês”, falou o presidente da Apicam, que detalhou ainda sobre a saída do produto para mercados externos.

“Hoje, não temos ainda um mecanismo de exportar direto, por isso o nosso mel chega a diversos lugares do mundo por meio de compradores, que fazem a logística inversa, ou seja: eles adquirem o mel conosco e eles mesmos se carregam de vender”, explicou Sebastião Melo.

Para o associado Edilson da Vagen, que já está na Associação há seis anos, depois do projeto sua produção e a de outros sócios melhorou bastante.  “Temos um avanço muito significativo e, por isso, incentivamos as outras pessoas a virem ingressar nessa atividade. O material que recebemos ajuda bastante e a associação cresce, principalmente na harmonia do grupo e na organização da instituição”, pontuou.

A Associação de Campo Maior foi contemplada com 658 colmeias, 29 fumigadores e hoje a produção de mel aumentou 40% e a comercialização chegou a 100%, proporcionando um aumento de 40% a 50% na renda dos apicultores associados.


Da editoria de cidades
cidades@cidadeverde.com

Presidente do Sistema Fecomércio, Valdeci Cavalcante, sofre acidente em Campo Maior

Foto: CampoMaior em Foco

O presidente do Sistema Fecomércio, advogado Valdeci Cavalcante, sofreu um acidente no começo da tarde deste domingo (6), na BR-343, em Campo Maior, a 80km ao Norte de Teresina. A picape em que ela estava capotou próximo à comunidade Alto do Meio. Além dele, outras duas pessoas estavam no carro, entre elas a esposa de Valdeci, Rosângela Cavalcante.

Ambulâncias do Samu e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) ajudaram no resgate às vítimas, que foram atendidas no hospital regional do município.

Cidadeverde.com conseguiu contato com famíliares, que informaram que Valdeci Cavalcante foi transferido para Teresina onde realiza exames mais detalhados no hospital da Unimed, no bairro Primavera. Ele e a esposa estão consciente e deram entrada na unidade de saúde por volta das 14h20.

O acidente aconteceu por volta das 12h30 na curva do Capote, próximo ao acesso para a cidade de Castelo do Piauí. Uma leve colisão lateral com um carro de passeio teria ocasionado o capotamento. A picape ia no sentido Teresina, já o outro veículo, um pálio, estava no sentido contrário. Ninguém do pálio teve ferimentos. "Inicialmente informamos que os condutores envolvidos conseguiram evitar uma colisão frontal", disse a PRF.

Segundo Elane Dias, diretora da Fecomércio, informou à TV Cidade Verde, o casal passa por uma avaliação no hospital.

Atualizada às 19h43

Valdeci Cavalcante passou por uma cirurgia por volta das 19h. Ele fraturou o nariz e teve algumas costelas quebradas. A esposa, Rosângela Cavalcante, também teve costelas quebradas, mas não passará por cirurgia. O médico recomendou apenas repouso pelos próximos meses. O motorista, identificado até o momento apenas como César, teve ferimentos leves e está internado no Prontomed, onde também passa por exames, como ressonância magnética.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Prefeito eleito de Campo Maior diz que administrará com cautela

O prefeito eleito de Campo Maior, Professor Ribinha, já sabe que vai ter dificuldades assim que assumir o mandato em janeiro de 2017. A crise econômica e a consequente queda de receita são apontados por ele como os entraves para a gestão.

"Administrar um município está cada vez mais difícil por causa da queda de receita e a instabilidade econômica que dificulta todos os gestores. A maioria dos prefeitos do Brasil vive sufocado. Nós que vamos iniciar também vamos passar por isso. Temos que ter jogo de cintura e engenharia para trazer resultados melhores para a população", disse durante entrevista ao Jornal do Piauí.

Segundo ele, o momento é de transição e de análise da situação atual do município. "Estamos vivendo a fase da transição. Estou buscando  todo o diagnóstico, a questão de pessoal, funcionários efetivos, para que a gente possa planejar os ajustes em 2017 e fazer o equilíbrio", disse, destacando a cautela e planejamento na hora de governar.

"Muita cautela, planejamento. É um relacionamento de despesas e receitas para ajudar no que for possível e garantir já no início da gestão o equilíbrio. A cada gestão a população cria uma expectativa. Nossa missão é criar as condições de melhorar", declarou.

Do mesmo partido do governador, o prefeito eleito promete parceria com o Executivo estadual. "Vamos estreitar a parceria com o governo do Estado. Mais ações para a cidade de Campo Maior", concluiu.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Campo Maior supera expectativas com a campanha outubro rosa

A Secretaria de Saúde de Campo Maior encerrou na quinta (27) a Campanha Outubro Rosa, avaliando êxito pela mobilização alcançada na parceria com repartições públicas e privadas na prevenção contra o câncer de mama. Segundo o secretário municipal de Saúde Marcelo Miranda, além das parcerias, os profissionais da Atenção Básica ministraram palestras aos usuários dos SUS que procuravam os postos. 

O objetivo foi mobilizar o maior número de mulheres para irem aos postos fazer o exame de prevenção. "É uma campanha bonita porque chama a atenção das mulheres para os cuidados a vida. Tudo isto é feito com carinho porque conscientiza a salvar vidas", explicou o Secretário. 

Segundo a Supervisora da Saúde da Mulher, Karol Castelo Branco, cerca de 1000 (mil) mulheres participaram de alguma forma da campanha. “Realizamos atividades em todos os postos de saúde, palestras educativas e atividade física, orientações teóricas e práticas e lazer com distribuição de brindes e dia de beleza”, informou.

Foram realizadas 240 mamografias durante a campanha. A supervisora revelou que atualmente 252 mulheres com câncer de mama são acompanhadas pela Secretaria. “Acreditamos que existam mais mulheres com câncer de mama em Campo Maior, pois algumas realizam tratamento particular e há aquelas que não procuram nenhum tratamento”, pontuou.

Neste mês subsequente a Secretaria de Saúde de Campo Maior vai realizar a campanha Novembro Azul, para o homem se prevenir contra o câncer da próstata. A enfermeira Antônia Soares adiantou que durante este período os homens terão prioridades no atendimento na Secretaria. Dados oficiais mostram que o homem vive seis anos menos que a mulher. “Isso acontece porque o homem não se cuida”, comentou Antônia. A programação da campanha Novembro Azul ainda será divulgada.

Da editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

PM prende suspeitos de assaltos que se escondiam em motel

Três homens naturais de Brasília foram presos nesta quinta-feira(27) em Campo Maior, suspeitos de roubar um carro e assaltar clientes em um restaurante. As prisões foram realizadas por policiais militares do 15° BPM e com eles foram apreendidas duas armas, dois veículos e uma quantidade em dinheiro.

Os suspeitos identificados como Airton Ribeiro dos Santos, Alisson Arnold Vaz de Almeida e Cristiano Bispo Vaz ficavam escondidos em um motel. E depois de denúncias de populares, a polícia iniciou diligências e localizaram os indivíduos, que na fuga, jogaram o carro contra o muro de uma residência no bairro Cidade Nova. Eles ainda tentaram fugir a pé, mas foram presos dentro de uma oficina mecânica. 

Em poder deles foram encontradas duas pistolas calibre 380, uma quantidade em dinheiro e ainda um veículo modelo Ônix, placa OMO-6719, de São Paulo - SP, que estava no estacionamento do Hospital Regional de Campo Maior. 

Todos foram conduzidos para a Delegacia local, onde foram autuados em flagrante e passaram a ser investigados sobre o real motivo da permanência na cidade.

 

Da Redação
cidades@cidadeverde.com

Esposa é suspeita de matar o marido com duas facadas em Campo Maior

Um homem  identificado como Ricardo da Silva Rocha foi assassinado com duas facadas no final da tarde deste sábado (22) em Campo Maior, a 80 km ao Norte de Teresina. A esposa da vítima é a principal suspeita de cometer o crime.

O caso aconteceu na comunidade Porção, zona rural de Campo Maior. Segundo a polícia, o casal discutia desde a manhã de sábado quando iniciou o consumo de bebida alcoólica. O desentendimento seguiu durante todo o dia e teria motivado o assassinato. 

O Sargento Enilton Rocha, que atendeu a ocorrência, conta que os populares apontaram a esposa Claudene como a autora das facadas e que a polícia segue em diligência para localizar a mulher. 

“Nós fomos acionados por populares que tinha uma pessoa esfaqueada no local. Seguimos para lá junto com o Samu, que constatou que a pessoa (Ricardo) já estava morta. As informações do local dizem que foi a esposa a autora”, afirmou ao site Campo Maior em Foco.

O corpo da vítima foi levado ao necrotério do Hospital Regional de Campo Maior. A perícia identificou uma facada no peito e outra na região da virilha.

Com informações do Campo Maior em Foco
redacao@cidadeverde.com

Crianças ganham sobrevoo por Campo Maior de presente

  • campo--maior-05.jpg Divulgação
  • campo--maior-04.jpg Divulgação
  • campo--maior-03.jpg Divulgação
  • campo--maior-02.jpg Divulgação
  • campo--maior-01.jpg Divulgação

Em Campo Maior, 80 quilômetros ao Norte de Teresina (PI), um grupo de crianças foi presenteado com um passeio diferente. Nesta quarta-feira (12), eles sobrevoaram a cidade em comemoração pelo Dia da Criança. 

O passeio foi proporcionado pelo prefeito Paulo Martins (PT) e o empresário Abimael. Algumas crianças andaram de avião pela primeira vez. 

“Senti medo, achei que ia cair, mas foi bom. Gostei!”, disse a pequena Maria Aparecida.

Os voos saíram da pista de pouso da fazenda Carnaíba, no bairro Fripisa. Dois aviões de pequeno porte sobrevoaram a cidade. 

Major Etevaldo, Comandante da Polícia Militar de Campo Maior, frisou que é um momento importante para as crianças carentes que são atendidas pelo Pelotão Mirim. 

O Prefeito Paulo Martins falou que só teve oportunidade de voar pela primeira vez aos 36 anos de idade. “Nós estamos promovendo esse dia especial para as crianças conhecer o avião e sobrevoar”. 

Ainda neste Dia das Crianças o prefeito liberou os 20 brinquedos do Parque de Diversões São José que está na Praça do Açude de Campo Maior de 17h às 20h para as crianças brincarem sem pagar nada.

redacao@cidadeverde.com

"Desmontei o palanque e meta é governar para todos", diz prefeito eleito

Foto: Campomaioremfoco

O prefeito eleito em Campo Maior, José de Ribamar Carvalho (PT), conhecido como professor Ribinha, diz que já desmontou o palanque político e a meta é governar para a toda cidade. O petista obteve 51,63% dos votos válidos e derrotou os quatros adversários nas urnas. 

"Estou aqui para agradecer ao povo de Campo Maior pelos 14.264 votos. Para mim, isso representa muita responsabilidade, porque foi o crédito depositado nas urnas e temos que honrá-lo, transformar isso em trabalho. Os palanques serão desmontados. Nosso trabalho vai ser focado para trabalhar por todos os habitantes de Campo Maior. Eu sou do diálogo e da conversa. Nós temos oposição e situação, mas tenho certeza que todos querem uma cidade melhor para viver. Vamos manter um bom diálogo com a Câmara”, disse o prefeito eleito. 

A campanha de José de Ribamar contou com o apoio do atual prefeito Paulo Martins (PT) e deputado Aluísio Martins (PT). Na noite de terça-feira (04), o petista participou de sessão na Câmara de Vereadores que contou com a participação de parlamentares eleitos.


Com informações Campomaioremfoco
redacao@cidadeverde.com

Professor Ribinha é eleito prefeito de Campo Maior com 51,63% dos votos

O candidato Professor Ribinha do PT foi eleito prefeito de Campo Maior com 14.264 votos, representando 51,63%, sua vice é Dra. Liege do partido Rede Sustentabilidade. A coligação que elegeu os dois engloba os partidos "PT / PRB / PSL / REDE / PTN / PMB /PV / PRP / PPL / PC do B / PT do B/ SD e PROS".

Em segundo lugar ficaram os candidatos Joãozinho Félix (PPS) com 12.062 votos, representando 43,66% dos votos. Dr Marco segue em terceiro lugar com 2,74% dos votos seguido de Ribamar Coelho com 1,97%.

Em Campo Maior compareceram as urnas 29.732 eleitores sendo 27.627 votos válidos. Foram 448 votos brancos e 1.657 votos anulados representando 5,57% da votação. 

Durante a campanha, professor Ribinha prometeu manter o foco de sua campanha na Educação e não respondeu a ataques de adversários.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Candidato faz campanha com número errado e descobre na urna

No município de Jatobá do Piauí, o candidato Waldeck Eduwirgem trabalhou toda a sua campanha com o número 14111, mas foi pego de surpresa ao chegar na cabina de votação neste domingo (02). Ao digitar o seu número para votar, ele descobriu que seu número era considerado como candidato inexistente na urna eletrônica, tudo porque sua candidatura na verdade foi registrada com o número 14567. Em 2012 o candidato utilizou na urna o número 14111, talvez por isso a confusão.

"A surpresa foi hoje na hora de votar que colocaram o número dele e apareceu candidato inexistente. Todos se assustaram e quando consultamos a listagem dos candidatos vimos que na verdade o número que ele estava registrado era outro. Temoa a ata da convenção no dia 4 de agosto e tudo da campanha foi trabalhado em volta desse número", explicou Antônio José de Oliveira, representante da coligação "Quando o Povo Quer, A mudança Vem", da qual o candidato faz parte.

Antônio explica que a contadora da coligação foi quem realizou os registros das candidaturas, mas mesmo assim ele não a considera responsável pelo equívoco. "Eu não consigo atribuir de quem foi a culpa, mas segundo a contadora o cartório deveria ter notificado a coligação com os números oficiais do candidato", pontuou o representante.

Antônio disse que a coligação, orientada por uma advogada, permanece votando nos números do candidato, mesmo invalidados, e que entrará com um requerimento para que esses votos sejam contabilizados. "Acreditamos que as urnas emitem um relatório e conseguem identificar esse voto", concluiu o representante da coligação.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Posts anteriores