Cidadeverde.com

Massagista do Comercial, de Campo Maior, morre eletrocutado em casa

O massagista do Comercial Atlético Clube, João Batista Machado, de 47 anos, morreu eletrocutado em sua casa na última quarta-feira (6). Segundo o diretor do time, Marco Guilherme, Batista atuava no time desde 2009. O homem fazia consertos na rede elétrica de casa quando faleceu. O caso aconteceu em Campo Maior (78 km de Teresina).

A informação é de que ele estava em casa e tentou realizar um reparo em parte da fiação elétrica de sua residência. Ele acabou sofrendo uma forte descarga elétrica e chegou a receber atendimento dos vizinhos, que tentaram levar Batista para o hospital, mas ele morreu ainda no local.

Marco informou que o time estava sem atuar no futebol profissional e, por isso, Batista estava afastado dos trabalhos na equipe havia algum meses. Ele também participava de produções culturais e cinematrográficas na cidade de Campo Maior. 

O velório e o sepultamento do corpo de Batista aconteceram ontem em Campo Maior. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

Suspeito é morto a facadas em praça pública; irmãos são suspeitos

O homem identificado como Eduardo de Almeida Braga foi morto em praça pública na noite de ontem (30), em Campo Maior, a 78 km de Teresina. Os suspeitos são irmãos e de acordo com titular do 1º DP da cidade, Andrei Alvarenga, teriam uma rixa antiga com a vítima, que inclusive, era acusada de crimes. 

Foto: Campomaioremfoco

Antes de ser assassinado, Eduardo de Almeida travou luta corporal com os suspeitos, mas acabou sendo atingido com seis facadas e morreu no local. "Eles tinham uma rixa antiga por motivos pessoais e apuramos que a vítima ainda tentou fugir, mas não conseguiu", disse Alvarenga. 

O crime ocorreu por volta das 20h30, ao lado da Igreja Matriz de Santo Antônio, na Praça Bona Primo, em Campo Maior. Os irmãos fugiram em uma motocicleta e estão sendo procurados pela polícia. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Defensoria abre vaga para Núcleo da Mulher de Campo Maior

A Defensoria Pública do Estado do Piauí (DPE-PI) abriu inscrições para vaga no Núcleo da Mulher de Campo Maior em regime de substituição. A medida consta no edital Nº 003/2016, do Gabinete da Defensora Pública Geral, datado do dia 22 de março e publicado no site da instituição no link 'Atos Administrativos'.

Os defensores públicos interessados deverão apresentar requerimento dirigido à defensora pública geral, até às 13h30 da próxima quinta-feira (31), no Setor de Protocolo do Núcleo Central da DPE-PI ou por meio de email institucional defensoriapublica@defensoria.pi.gov.br.

Poderão concorrer todos os defensores públicos interessados da comarca de Teresina e aqueles vinculados às Defensorias Públicas Regionais do Estado. Havendo mais de um defensor público inscrito, será selecionado aquele que tiver maior tempo de antiguidade na carreira e, como segundo critério, o que contar com mais tempo de serviço público no Estado, maior tempo de serviço público em geral e o de maior idade. Não poderão concorrer para substituição àqueles que são defensores públicos substitutos naturais ou aqueles responsáveis diretos pelo contraditório do respectivo órgão de execução.

A designação para as vagas, em regime de substituição, não importa na alteração das atribuições da substituição natural relativa ao órgão do qual é titular.  Caso não haja interessados para a vaga, será obedecida a ordem de substituição prevista na portaria GDPG nº 281/2013.

Confira abaixo o Edital:

Edital Nº 003/2016

 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Campo Maior recebe treinamento para chegada do Processo Eletrônico

A Comarca de Campo Maior receberá na próxima segunda-feira, 28, a instalação do Processo Judicial Eletrônico na 2ª Vara Cível, de titularidade do juiz Júlio César Menezes Garcez. Em virtude do início dos trabalhos a Comarca recebeu a visita na última terça-feira, 22.03, dos juízes auxiliares da Presidência do TJPI, Melissa Pessoa e Paulo Roberto Barros, que acompanharam o treinamento ministrado pelo servidor Leandro Sampaio.

O treinamento visou explicar em linhas gerais o funcionamento do PJe a servidores, advogados e procuradores da Comarca de Campo Maior e dos termos jurídicos de Jatobá, Sigefredo Pacheco e Nossa Senhora de Nazaré, bem como dirimir as principais dúvida sobre o novo sistema.

O juiz Paulo Roberto Barros explica que o PJe será implantado na 2ª Vara Cível de Campo Maior primeiramente nos procedimentos dos feitos de competência do Juizado Especial da Fazenda Pública. 
Presentes ao treinamento os magistrados Leandro Emídio e Litelton Oliveira, titulares, respectivamente, do Juizado Especial Cível e Criminal e da 3ª Vara Cível de Campo Maior.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Estrada esperada há 40 anos é entregue a comunidades na zona Rural de Campo Maior

Com recursos da Prefeitura de Campo Maior, o prefeito Paulo Martins, juntamente com diversas autoridades como o deputado Aluísio Martins, entregou nesse domingo, 20, a estrada vicinal que beneficia 30 famílias de três comunidades da região de São Félix.

São 05 quilômetros que há 40 anos era aguardada pela população, que sofria com poeira e lama. O beneficio tirou do isolamento famílias das comunidades como Morada Nova, São Lucas e São Félix. Os líderes comunitários dessas localidades estiveram na solenidade de entrega da estrada.

Fernando Abreu, Raimundo Maroca, Leda Barroso, França Furtado e João Carvalho foram unanimes em afirmarem que a estrada é a maior obra na comunidade em 40 anos. “Não temos outra obra igual aqui na região do São Felix em 40 anos de gestão municipal. Nossa comunidade está de parabéns e a gestão do prefeito Paulo Martins também”, comemorou o líder João Carvalho.

Paulo Martins disse que sempre teve uma atenção especial à Zona Rural de Campo Maior, onde já construiu 331 quilômetros de estradas, beneficiando  85% das comunidades.  “É o homem do campo que bota a comida na nossa mesa e os produtos agrícolas só chegam em nossas casas através dessas estradas”, destacou o prefeito.

Além de Paulo e Aluísio Martins, a solenidade contou com a presença dos secretários Ribinha (Eduacação), Aluísio Ernesto (Desenvolvimento Rural), Luís Mororó (Infraestrutura) e José Paz (Trânsito) e de vereadores como Luís Lima e Maria Mércia.

Após troca de tiros, polícia apreende crack avaliado em R$ 60mil

  • crack.jpg Divulgação SSP
  • tatu.jpg Divulgação SSP

O trabalho de investigação do Núcleo de Inteligência e Polícia Civil conseguiu apreender cerca de 3 kg de crack na cidade de Campo Maior, a 78 km de Teresina. A apreensão aconteceu na tarde desta quinta-feira após a abordagem a um suspeito de tráfico, que foi preso e autuado em flagrante ainda por crime ambiental.

Em nota, a Secretaria de Segurança informa que os policiais já estavam investigando a venda de drogas no município e conseguiram chegar a um homem, identificado como Cleiton Vieira da Luz, de 35 anos, natural de Parnarama/MA. Na tarde desta quinta-feira, ao realizarem uma abordagem ao suspeito em uma blitz, o mesmo empreendeu fuga em um carro e foi perseguido, mas acabou sendo capturado após troca de tiros com a polícia.

Segundo a Polícia, teriam sido encontrados cerca de 3 kg de crack pronto para o consumo no veículo do acusado. A droga está avaliada em cerca de R$60 mil. Além disso, numa busca na sua residência de Cleiton, teriam sido encontrados quatro tatus abatidos, o que configura crime ambiental.

O suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Campo Maior, onde foi autuado em flagrante.

Da Redação
Redacao@cidadeverde.com

DPE-PI realiza roda de conversa sobre violência doméstica no IFPI de Campo Maior

A coordenadora do Núcleo Especializado da Mulher em Situação de Violência da DPE-PI, defensora pública Lia Medeiros do Carmo Ivo, proferiu palestra na última semana para professores, servidores e alunos do Instituto Federal do Piauí (IFPI), Campus de Campo Maior, sobre o trabalho do Núcleo no combate à violência doméstica, com ênfase para o atendimento naquele Município. A coordenadora contou com a colaboração da assistente social do Núcleo em Campo Maior, Ronnycleide Oliveira.

O comparecimento da Defensoria Pública ao IFPI, atendeu uma solicitação do diretor de Ensino do Campus Campo Maior, Herberth de Sousa Silva, que teve o interesse em fomentar, junto a comunidade acadêmica, o debate acerca do combate à violência contra as mulheres, assim com o o conhecimento da Lei Maria da Penha.

"Meio que transformamos a palestra em uma roda de conversa, exibimos um vídeo e tivemos um debate bastante produtivo sobre o tema da violência contra a mulher. Aproveitamos para falar das diversas formas dessa violência, que não é só a física. Explicamos o papel da Defensoria através do Núcleo, o que pode ser feito em relação a violência doméstica e familiar contra as mulheres e discorremos sobre o que é Defensoria", explica Lia Medeiros.

Durante o momento a assistente social Ronnycleyde Oliveira explicou o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Defesa da Mulher em Campo Maior, colocando o local à disposição de todos.

Lia Medeiros destaca o perfil do público que participou da roda de conversa. "Por ser um público bastante jovem tem um perfil que podemos trabalhar, pois eles têm toda a condição de contribuir para mudar o presente e o futuro a partir do próprio comportamento, não reproduzindo essa violência que já está tão naturalizada, educando os filhos dentro de uma sociedade mais igualitária, com um olhar diferenciado sobre a questão de gênero", afirma. 

Ao final do encontro da coordenadora do Núcleo da Mulher lançou para os participantes uma proposta. "Deixei para eles o desafio para que procurassem o Núcleo em Campo Maior, conversassem com os defensores, buscando conhecer o  trabalho ali desenvolvido. Para que todos possam entender o que é a Defensoria Pública", pontuou.

Governador homenageia heróis que lutaram na Batalha do Jenipapo

Um culto em ação de graças deu início a comemoração dos 193 anos da Batalha do Jenipapo, na manhã deste domingo (13), em Campo Maior. O governador Wellington Dias, o secretário de Governo Merlong Solano e o prefeito da cidade Paulo Martins participam de solenidade religiosa na Primeira Igreja Batista. 

Foto: Lucas Marreiros/ Cidadeverde.com

"Esse é um momento de dar graças e pedir a Deus por todos esses homens e mulheres que tiveram papel importante na independência. É também uma homenagem os heróis dessa Batalha", disse o governador do Estado, no encerramento do culto.

Em seguida, a comitiva segue para o cemitério dos guerreiros da batalha, que tiveram importante participação no processo de Independência do Brasil. A programação prevê ainda solenidade cívico-militar e entrega de medalhas Heróis do Jenipapo e Mérito Renascença, seguida da peça teatral que encenará o confronto. 

A comemoração se encerra após celebração de uma missa em ação de graças na igreja matriz de Santo Antônio. 

 

Flash Lucas Marreiros (Direto do local)
Redação Graciane Sousa
redacao@cidadeverde.com

Literatura, história e cultura marcam 1º Salão do Livro de Campo Maior

  • e8042710-9c9a-4348-bd14-12c18ac534dd.jpg Jonas Sousa
  • ce5ba342-ef0d-4c6b-bc06-23dbddf417ee.jpg Jonas Sousa
  • c433863f-7baf-44e0-9dc0-c8c41382f69c.jpg Jonas Sousa
  • afeb6ab6-32fa-43fe-9cf0-2a3be561cad0.jpg Jonas Sousa
  • 13ffcb26-bc4f-4f35-a94a-fea640d8cada.jpg Jonas Sousa
  • 9ccf2541-cd3b-4273-bfee-395b91bbc5c7.jpg Jonas Sousa
  • 6d04f34b-680a-447d-b1b4-64bbd55b39a5.jpg Jonas Sousa

Grandes nomes da literatura piauiense passaram pelo Salão do Livro de Campo Maior (Salicam), que encerrou ontem (11). Estudantes, professores, escritores e amantes da leitura participaram do evento onde foram debatidos tema ligados a literatura, história, educação e pesquisa cientifica. 

Uma das palestras mais prestigiadas foi a do escritor Cineas Santos que destacou a importância da cultura e leitura na formação do cidadão; O professor Luiz Romero abordou, de forma bem humorada, a linguagem do Século XXI. Já o professor Fonseca Neto fez o resgate da Batalha do Jenipapo e contou com a colaboração do escritor e blogueiro Marcus Paixão, que também falou sobre as origens de Campo Maior. “A Batalha do Jenipapo foi esquecida de proposito pelas elites”, relevou o historiador Fonseca.

Outros escritores como Ana Miranda, Cineas Santos, Fonseca Neto,, Isaque Folha e Wellington Soares também marcaram a primeira edição do Salicam, evento organizado pela Fundação Quixote e a Secretaria Municipal de Educação, através de emenda do deputado Aluísio Martins.

 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

 

Batalha do Jenipapo será encenada em outras cidades do Piauí

         Foto: Francisco Leal

Com o objetivo de homenagear os heróis da Batalha do Jenipapo, serão comemorados no próximo domingo (13), na cidade de Campo Maior, os 193 anos da luta dos piauienses pela Independência do Brasil. A programação começa às 7h30 e encerra às 12h com missa celebrada na Igreja Matriz de Santo Antônio (Catedral).  Durante a manhã, haverá ainda apresentação da peça Teatral “A Batalha do Jenipapo”.

A peça será um espetáculo musical e contará com 101 atores e cantores que foram selecionados durante audição pública realizada pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult). Além disso, o ator Carlos Casagrande também fará parte do espetáculo. O texto é de Bernardo Aurélio e a direção-geral é de Franklin Pires.

O secretário estadual da Cultura, Fábio Novo, anunciou que, além do município de Campo Maior, outras cidades do Piauí, que têm alguma referência no processo de Independência do Brasil, irão receber o espetáculo.

“A Batalha, tão importante para o nosso país, é pouco conhecida em outros estados e até em outras cidades do Piauí. Este ano a montagem também virá para Teresina e nossa ideia é estender, nos próximos anos, a apresentação para outros municípios”, anunciou.

Além do musical, será distribuído à população, um folheto de cordel que conta em linguagem tipicamente nordestina a história da Batalha do Jenipapo.

Programação

- Culto em Ação de Graças
Data/Hora: dia 13 de março de 2016, às 7h30
Local: Primeira Igreja Batista de Campo Maior;
Endereço: Rua Siqueira Campos, 489 – Centro;

- Visita ao Cemitério
Data/Hora: dia 13 de março de 2016 (Domingo) às 9h;
Visita das autoridades ao cemitério;
Colocação da corbelha de flores;
Toque de Corneta.

- Solenidade cívico-militar e entrega das Medalhas “Heróis do Jenipapo” e “Mérito Renascença”
Data/Hora: dia 13 de março de 2016 (Domingo) às 9h30;
Local: Monumento aos Heróis do Jenipapo;
Desfile Militar;
Apresentação da Peça Teatral “A Batalha do Jenipapo”.

- Missa em Ação de Graças
Data/Hora: 13 de março de 2016 (Domingo) às 12h;
Local: Igreja Matriz de Santo Antônio (Catedral) Campo Maior-PI

 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Posts anteriores