Cidadeverde.com
Diversidade

Matizes realiza ato no Dia Mundial de Combate à Homofobia

O Matizes e a Liga Brasileira de Lésbicas realizarão, na próxima segunda (17/05), um ato em defesa da paz e da diversidade e contra a homofobia.
A manifestação acontecerá a partir das 16h30min, na Av. Frei Serafim. O objetivo é denunciar a violência contra pessoas LGBTs e exigir políticas de inclusão desse segmento da população.

Miss Gay de Caxias: Uma noite de Luxo e Glamour

A cidade de Caxias(MA) realizará mais uma edição do Miss Gay no dia 05 de junho às 22: h no Assunção Festas. O evento terá os shows  de Lennox Dreams (São Luis/MA), Tátilla Beatriz (Teresina/PI), Scarlet Santierf (Timon), DJ Lorrayne (Boite Flamingo/ São Luis/MA), DJ Gildenor (Caxias/MA).
 

Parada de Teresina terá apoio do Ministério da Saúde

Em 2010, 0 Ministério da Saúde, através do Departamento Nacional de DST, AIDS e HepatitesVirais,  financiará 56 projetos durante as ações de visibilidade do orgulho LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e travestis). O  Matizes foi uma das instituições que tiveram  projeto selecionado. Com o financiamento, o Grupo promoverá ações de prevenção à aids, outras DST's e hepatites virais durante a 9ª Parada de Teresina e 6ª Semana do Orgulho de Ser, que ocorrerão na última semana de agosto.


Segundo Carmen Ribeiro, Coordenadora Geral do Matizes, os editais lançados pelo Ministério da Saúde têm se mostrado extremamente importantes para viabilizar as atividades da Parada de Teresina: "É muito acertada a decisão do Departamento Nacional de DST, AIDS e Hepatites Virais de lançar anualmente editais para apoio financeiro a organizações da sociedade civil que realizam ações de promoção dos direitos humanos e de enfrentamento à discriminação contra a população LGBT. Esperamos que essa política continue nos anos vindouros", pontua a Coordenadora.

O Matizes já se articula com as Coordenações Estadual e Municipal de DST/AIDS, a fim de cumprir as atividades previstas no Plano de Trabalho contante do Projeto enviado pelo Matizes ao Ministério da Saúde. Estão previstas realização de testes rápidos para diagnóstico de hiv/aids e vacinação contra hepatite B, tétano e febre amarela.

Gays rechaçados pela família têm maior tendência a suicídio

Probabilidades de jovens gays se drogarem quando adultos também é maior nessa situação

MADRI - Os adolescentes gays rechaçados por suas famílias têm oito vezes mais probabilidades de tentar suicídio e três vezes mais de se drogarem quando adultos em relação aos que querem recebem apoio, segundo um estudo realizado na Califórnia e apresentado nesta terça-feira, 11, em Madri.

Além disso, um terço dos pais reage negativamente quando recebe a notícia; 50% manifestam uma resposta ambivalente - mas realmente prefeririam que seu filho ou filha não fosse homossexual - e o resto assume bem desde o início, explicou Caitlin Ryan, autora do trabalho.

 Os resultados do estudo, que contou com US$ 4 milhões de financiamento para quatro anos, confirmam que o impacto da família é "muito dramático" na saúde física e psíquica das crianças e jovens LGTB (lésbicas, gays, transexuais e bissexuais).

 Embora paradoxal, inclusive os pais que não aceitam a orientação sexual de seus filhos "fazem-no com a melhor intenção", ressaltou a professora da Universidade de San Francisco.

 Para a execução do projeto de pesquisa, Ryan entrevistou jovens gays de famílias (incluídos avôs, tios) de um amplo espectro sociológico e religioso do Estado da Califórnia. Ao fim, detectou centenas de condutas diferentes e o impacto que ajudavam na saúde dos jovens homossexuais.

 Entre as principais conclusões, a americana destacou que a rejeição familiar se traduz em uma probabilidade oito vezes maior de tentar suicídio, quase seis vezes mais possibilidades de sofrer depressão e três vezes mais de consumir drogas, de infectar-se por HIV e de contrair doenças sexualmente transmissíveis, em comparação com aqueles que foram apoiados por seu núcleo familiar.

O projeto que dirige Ryan na Universidade de San Francisco (Family Acceptence) também incorpora guias e protocolos às famílias e a pessoal sanitário para saber como atuar e como evitar danar aos jovens gays.

Fonte: Estadão.com.br

FEIJOADA DA DIVERSIDADE: Quem canta e dança seus males espanta

                           Realização                   

LOCAL: Restaurante Casa de Barro (Pires de Castro, 2184 - Primavera)
Dia 16/05, a partir das 12h
Com Jô Ribeiro e Tio Samba

Mais Informações: 8816-8121 (Matizes) e 9978-0195 (Herbert Medeiros
)

CINECUFA - DA PERIFERIA PARA O MUNDO


A partir de uma palestra de Cacá Diegues no Fórum Permanente da Cufa, é despertado o interesse pelo audiovisual. Foi percebido que o hip hop é importante, mas não poderia ser a única referência.  A missão era maior, era contribuir para que os jovens se organizassem ainda mais sem abrir mão de seus protagonismos. E assim em 2004 é criado oficialmente o primeiro Núcleo de Audiovisual da Cufa, situado na Cidade de Deus, no Rio de Janeiro.

 

O curso de audiovisual conta desde sua criação com os mais renomados professores da área, como Cacá Diegues, Ivana Bentes, Rafael Dragaud, Paula Lavigne e Silvio Tendler, entre outros.  Permite que jovens façam seus filmes com uma visão da favela, de como a periferia vê o mundo. Também é uma porta a mais para estes jovens no mercado de trabalho, como a parceria com a produtora “Luz Mágica”, de Cacá Diegues.

 

O núcleo de audiovisual da Cufa que reúne diretores, produtores, técnicos e roteiristas, em sua maioria, formados pela instituição, é internacionalmente reconhecido pelo premiado documentário "Falcão - Meninos do Tráfico", de Celso Athayde e MV Bill.

 

Renata Athayde é uma ex aluna do curso de audiovisual e hoje trabalha na produtora “Aquarela Filmes”, no Rio de Janeiro. Renata conta que o mais importante para ela no curso foi a oportunidade de colocar em prática o que se aprende – “Os alunos começam a ter uma noção do que realmente é produzir, filmar e dirigir. É uma tremenda responsabilidade e de fato uma grande chance.”

 

Renata diz também que todos deveriam aproveitar a oportunidade única – “Acho que os alunos do curso devem tirar proveito de todas as aulas e principalmente dos professores do curso que são profissionais que atuam diariamente nesse mercado e tendem a passar todas as experiências, o que pode acontecer até mesmo de trabalharem juntos em algum projeto no futuro.”

 

Criar o Festival Internacional de Cinema - o Cinecufa,  foi uma maneira de atender a demanda destas produções do curso, foi uma porta de saída. O festival também tem o propósito de mostrar aos jovens o que está sendo produzido no mundo todo, servindo de referência para estes jovens. Com o movimento do Cinema Novo na década de 50, um cinema mais realista, a favela foi retratada diversas vezes. Mas a proposta do Cinecufa é inverter esta posição, com a favela mostrando por ela mesma seu retrato, contando sua história e o que pensa do mundo.

 

 

O Cinecufa impulsionou a expansão das Cufas internacionais, haja vista que o festival recebia produções de favelas do mundo todo, percebeu-se a necessidade da Cufa no exterior. A Cufa internacional hoje está presente em mais de dez países, entre eles: Áustria, Itália, Estados Unidos, Bolívia e Colômbia.

 

O Núcleo de Audiovisual da Cufa inspirou outros projetos de cinema, além do CineCufa do Rio de Janeiro. Existe a mostra itinerante “Ver Favela”, RJ, que exibe produções feitas pelos alunos nas comunidades; “Cine Periferia Criativa”, DF, que é uma mostra de vídeo que tem como objetivo difundir a cultura da periferia (acesse o site: www.cineperiferia.com); “Cine Teles Pires”, MT, que visa a democratização do acesso a obras audiovisuais, com ênfase na produção brasileira; “Cine Crioula”, MA, que está em fase de construção.

 

O Cinecufa está em sua quarta edição onde o pré-requisito para exibição é a favela ser  a protagonista. O festival acontece no Centro Cultural do Banco do Brasil – RJ em julho, com entrada gratuita.

 

Para saber mais acesse o site www.cinecufa.com.br.


Fonte: Cristiana Richard - Comunicação CUFA RJ

I ENCONTRO MULTIPROFISSIONAL DE ATENÇÃO AS PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS

A Secretaria Estadual de Saúde, o Ministério da Saúde juntamente com o apoio da Rede Nacional  de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS (RNP + PI) promovem o I Encontro Multiprofissional da Rede Estadual de Atenção às Pessoas Vivendo com HIV/AIDS do dia 26 a 28 de maio no Atlantic City.

 

OBJETIVOS


1.Sensibilizar atores sociais para organização da Rede Estadual de Atenção das Pessoas Vivendo com HIV/AIDS.

 

2.Reunir atores sociais que compõem o quadrilátero (atenção, formação, gestão e controle social) para discutir estratégias associadas a organização da rede estadual de atenção às pessoas vivendo com HIV/AIDS.

 

PROGRAMAÇÃO

 

DIA: 26 DE MAIO DE 2010

 

19:00h- Abertura: Execução do hino do Estado do Piauí e Evento Cultural: Música e Dança

 

Composição da Mesa:

 

19:30h - Conferência: Cidadania e Qualidade de Vida das Pessoas Vivendo com HIV/AIDS.

Palestrante: Ana Paula Prado da Silveira- MS/Departamento de DST/AIDS

 

•Secretaria de Estado da Saúde (DUVAS e Coordenação de DT);

•Ministério Público Estadual;

•Previdência Social;

•Secretaria de Educação e Cultura;

•Secretaria da Assistência Social e Cidadania;

•Coordenadoria de Direitos Humanos;

•Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS;

•Movimento Nacional de Cidadãs Positivas;

•Conselho Estadual de Saúde;

•Departamento Nacional de DST/AIDS e Hepatites Virais

•Diretoria Regional do Trabalho – DRT.

 

21:00h - Coquetel

 

 

DIA: 27 DE MAIO DE 2010

 

08:00h-Roda Viva: Trabalho em Rede das Políticas Públicas na Atenção as Pessoas Vivendo com HIV/AIDS

 

Composição da Mesa:

 

•Secretaria de Estado da Saúde (DUVAS e Coordenação de DT);

•Ministério Público Estadual;

•Previdência Social;

•Secretaria de Educação e Cultura;

•Secretaria da Assistência Social e Cidadania;

•Coordenadoria de Direitos Humanos;

•Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS;

•Movimento Nacional de Cidadãs Positivas;

•Conselho Estadual de Saúde;

•Departamento Nacional de DST/AIDS e Hepatites Virais

•Diretoria Regional do Trabalho – DRT.

 

12:00 h - Almoço

 

13:30 h- Dinâmica de despertar

 

14:00 h – Oficinas Olhares e estratégias dos setores envolvidos na rede estadual de atenção às pessoas vivendo com HIV/AIDS

 

1. Oficina: Saúde

2. Oficina: Justiça e Direitos Humanos

3. Oficina: Previdência Social

4. Oficina: Educação e Cultura

5. Oficina: Assistência Social

6. Oficina: Trabalho

 

17:30h - Coofee Break

 

DIA: 28 DE MAIO 2010

 

Dinâmica de Integração

- Apresentação dos trabalhos das 06 (seis) oficinas

- Debate em Plenária

 

11:30h Encerramento: Técnica - Árvore dos bons frutos

 

12:00h Almoço

 

“Creio que podemos transformar a tragédia da AIDS, da enfermidade e da doença num desafio, numa oportunidade, numa possibilidade de recuperar na nossa sociedade, em nós mesmos, em cada um de nós e em todos nós, o sentido da vida e da dignidade. E, com esse sentido da vida e da dignidade, seremos capazes de lutar pela construção de uma sociedade democrática, de uma sociedade justa e fraterna.” (BETINHO)

MISS GAY PIAUÍ - UMA NOITE DE ESTRELAS

Charme, brilho e talento. Assim é o aspecto do Show Miss Gay Piauí 2010 que vem cheio de atrações, dia 8 de maio, no Auditório Espaço 2 do Atlantic City, a partir das 20 horas. O evento contará com participação de Isabelita dos Patins e Ava Simões (Miss Brasil Gay 2009).

 

Os convidados vão conferir shows de transformistas locais, como Five Queens, Selda Torres e Abdylla Munier de Parnaíba. Já o título máximo será disputado por concorrentes de União, Parnaíba, Luís Correia, Campo Maior, Pedro II, Piripiri, Buriti dos Lopes, São Raimundo Nonato, José de Freitas, Amarante, em desfile de traje típico e vestido de gala, sob orientação de Stela Simpson (ex-Miss Gay Piauí).

 


A noite contará com mixer do DJ Leo Cartaxo e a ambientação ganha cores pelo expert Jerdânio Oliveira, colaboradores do evento. Além disso, um grupo de drags faz hostess, anfitrionando todos os convidados, junto a outras novidades.

 

Os convites já circulam e haverá à disposição na portaria do Atlantic City.

 

 

Mais informação: 86-8842-6315

 

Fonte: Fábio Teles

CUFA está produzindo um livro infanto-juvenil

                  

A CUFA do Rio Grande do Sul está produzindo um livro infanto-juvenil sobre o envolvimento com o crack de nome: “Os zumbis da pedra”.


O livro está sendo escrito por Manoel Soares e Marco Cena e ilustrações de Daniel Soares e Dango Costa com o objetivo de trabalhar o tema drogas nas escolas.


Fonte: CUFA - DF

Posts anteriores